A mineradora Vale (VALE3) notificou seus credores que realizará o pagamento de 5 bilhões de dólares de linhas de crédito rotativo que haviam sido acessadas no final de março, em meio ao início da pandemia global de coronavírus.

Segundo a Reuters, as linhas de crédito têm vencimento em junho de 2022 para 2 bilhões de dólares e em dezembro de 2024 para 3 bilhões de dólares, detalhou a empresa em comunicado ao mercado nesta segunda-feira (14).

Vale (VALE3): lucro líquido de US$ 995 mi no 2º tri e política de dividendos

Caixa

A Vale decidiu usar os recursos de crédito rotativo no final de março para ter maiores reservas em caixa, ao avaliar os possíveis riscos necessários a seus negócios pela pandemia de coronavírus.

“A amortização mencionada acima é consistente com a estratégia da Vale, recompondo integralmente a disponibilidade das linhas de crédito rotativo ao valor original de 5 bilhões de dólares”, disse a empresa no comunicado.

A companhia não detalhou em que os dados serão realizados o pagamento.

VALE3: resultado em curso

Em apresentações recentes, executivos do Vale apontavam o “resultado em curso” sobre as linhas de crédito rotativo, com o pagamento dos recursos na lista de prioridades da empresa junto com uma retomada de sua política de dividendos aos acionistas.

A companhia autorizou a volta das remunerações aos acionistas, suspensas desde o desastre de Brumadinho no ano passado, no final de julho.

Neste mês, uma mineradora aprovou o pagamento de R$ 2,4075 por ação em dividendos e juros sobre o capital próprio, com crédito em 30 de setembro.

Veja VALE3 na Bolsa:

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: