Banco digital Agibank lança plataforma de investimentos

O objetivo é ampliar a oferta de produtos e serviços

O banco digital Agibank acaba de disponibilizar para beta teste a sua nova plataforma de investimentos, uma solução completa em produtos de renda fixa, variável, fundos de investimento e títulos públicos. Tudo isso para ampliar ainda mais a oferta de valor aos clientes e avançar na construção sinergia completa de soluções financeiras e não financeiras da companhia.

A plataforma será um passo importante para endereçar os depósitos do lado passivo do Agibank e melhorar a capacidade de alavancagem, atuando como provedor de serviços para esse novo ecossistema, que está sendo construído totalmente fora da estrutura do banco.

“De fato é um negócio de plataforma digital, no qual o Agibank será um provedor de serviços e soluções financeiras, assim como outras empresas e sellers de produtos não financeiros. Com isso, vamos impulsionar o crescimento da abertura de contas digitais end-to-end, um complemento estratégico importante para estendermos a nossa proposta de valor a todos perfis de clientes, inclusive pessoas jurídicas, a partir da base atual. Também estamos entrando no mercado de investimentos, que queremos desconcentrar, atacando os bolsões de recursos hoje represados dentro dos cinco maiores bancos brasileiros, levando a mesma experiência e atitude pró-cliente que nos fez alcançar 74 pontos de NPS para os nossos futuros investidores”, é o que ressalta Marciano Testa, CEO do Agibank.

Agibank lança plataforma de investimentos

Agibank

Além dos novos produtos de investimentos em si, que ampliam o portfólio do Agibank, a plataforma online vai oferecer todo o suporte necessário ao usuário, atendendo as necessidades tanto de clientes mais experientes como daqueles que querem dar os seus primeiros passos.

Sem cobrança de tarifas, a solução estará integrada aos serviços de conta corrente do banco, também isentos de taxa de manutenção.

“A plataforma vai ser muito importante para ampliarmos o relacionamento com os nossos atuais e futuros clientes, que até então estavam limitados aos nossos CDBs. Isso vai ajudar na atração de novos perfis de investidores para o banco, além de captar mais depósitos à vista e reduzir o nosso custo de funding no longo prazo”, comenta Thiago Souza, diretor financeiro do Agibank.

A plataforma

A plataforma será disponibilizada ao mercado no segundo semestre, já integrada a esse novo ecossistema. Até lá, os testes buscarão qualificar a experiência de atendimento e a usabilidade do ambiente.

“Somos uma instituição pagadora de folhas, de salários, o que nos dá a condição de conter a saída de recursos à medida que vamos oferecer opções de investimento para todos os perfis de clientes”, acrescenta Thiago.

“Nesse novo momento que vivemos no Agibank transparência e informação são muito importantes. Por isso passamos a divulgar as prévias operacionais para os nossos clientes e acionistas, a cada trimestre do ano”, sinaliza Marciano. E complementa: “Estamos muito satisfeitos com os resultados do primeiro trimestre. Fechamos o período com 2,9 milhões de clientes e um crescimento de 104,7% no número de correntistas com salário. Já os nossos hubs somaram 723 em todo o Brasil, o que representa 128 hubs a mais do que em março de 2020, atuando como mecanismos para assistir as pessoas na transição do mundo físico para o digital.”

Outro destaque do reporte foi o NPS (Net Promoter Score) de 74 pontos no mês de março, muito acima da média do setor bancário brasileiro, e o índice de utilização de canais de digitais em clientes acima de 50 anos, que é de 45% face aos 8% do mercado financeiro. A originação de crédito também superou R$ 1,1 bilhão no primeiro trimestre, o que representa um crescimento de 48,4% por dia útil em relação ao mesmo período do ano anterior.

  • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais