XP reitera recomendação neutra com preço-alvo em R$27 para Raia Drogasil (RADL3)

A XP Investimentos reiterou sua recomendação neutra com preço-alvo em R$ 27 por ação para Raia Drogasil (RADL3).

A companhia reportou seus resultados esta semana e, para a gestora, os números vieram em linha comas expectativas do mercado.

“RD reportou sólidos resultados referentes ao quarto trimestre de 2020 em linha com nossas estimativas e consenso da Bloomberg”, disse a XP.

E acrescentou: “o forte desempenho de vendas mesmas lojas (+10,2% A/A sendo +6,0% de lojas maduras) e ganho de participação de mercado para um nível recorde de 14,7% foram os principais destaques positivos do resultado.”

“Esperamos uma reação neutra do mercado uma vez que os resultados vieram em linha tanto com as nossas estimativas quanto com as estimativas do consenso da Bloomberg, não havendo grandes surpresas em nenhum indicador operacional”, frisou.

Raia Drogasil (RADL3) registra queda de 60% no lucro do 2TRI
Raia Drogasil (RADL3) registra queda de 60% no lucro do 2TRI

Raia Drogasil: 4TRI20

A Raia Drogasil (RADL3) reportou lucro líquido de R$ 198,5 milhões no quarto trimestre, alta de 38,5% ante igual período do ano anterior, conforme relatório encaminhado ao mercado.

De acordo com o documento, no acumulado do ano, o lucro foi de R$ 579,3 milhões, alta de 6,7%.

Já a participação de mercado alcançou 14,7% no último trimestre, enquanto no mesmo período de 2019 a participação era de 13,7%. A região Norte passou de 3,6% para 6%.

O crescimento nas mesmas lojas (unidades abertas há mais de 12 meses), no comparativo trimestral, foi de 10,2%. A companhia destaca ainda a penetração de 6,3% dos canais digitais, ante 2,3% no quarto trimestre de 2019.

A companhia afirma que o destaque do ano foi o mercado de medicamentos isentos de prescrição médica (OTC), que avançou 28,1% entre os trimestres. O aumento de participação de OTC no mix de vendas ocorreu pela procura de produtos relacionados à pandemia, como testes de covid-19, álcool em gel, máscaras e vitaminas.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) foi de R$ 407,9 milhões entre outubro e dezembro, o que representa alta de 30,75% em relação ao mesmo período de 2019. O Ebitda anual foi de R$ 1,39 bilhão, avanço de 9,4%.

No ano passado a companhia fechou 11 lojas, enquanto a abertura orgânica foi de 240 unidades. Com isso, o número de lojas ao final do trimestre foi de 2.299, em 409 municípios, 53 cidades a mais que no quarto trimestre de 2019. A companhia reiterou a meta de realizar 240 aberturas neste ano e em 2022.

Balanço

As despesas com vendas no trimestre somaram R$ 1,02 bilhão, 17,5% da receita bruta, enquanto no mesmo período de 2019 o montante era de R$ 918,9 milhões, ou 18,3% da receita bruta. A Raia Drogasil afirma que as despesas cresceram em razão da limpeza intensificada de lojas e maiores despesas de entrega, mas o custo relativo caiu em razão do crescimento das lojas maduras acima da inflação.

A dívida líquida ajustada ao final do ano foi de R$ 819,5 milhões, ante os R$ 923,4 milhões registrados ao fim de 2019. O nível de alavancagem, medido pela razão entre a dívida líquida ajustada e o Ebitda, foi de 0,6 vez ao final do ano passado. No terceiro trimestre, o indicador era de 0,9 vezes.

Veja RADL3 na Bolsa:

  • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Leia mais