O Magazine Luiza (MGLU3) chegou no Estado do Rio de Janeiro impulsionada pelo e-commerce.

Segundo o Globo, a varejista também abrirá lojas em território fluminense, além de centros de distribuição (CD’s).

A chegada do Magalu está prevista para outubro. Entretanto, mesmo antes da companhia aportar por lá, os fluminenses já estão entre os principais consumidores da varejista.

Isso por conta das transações online por meio do marketplace da empresa.

Magazine Luiza (MGLU3) compra Canaltech e Plataforma Inloco Media

Concorrência

Assim que estiver presente no Rio de Janeiro, a varejista vai concorrer diretamente com Via Varejo (Pontofrio e Casas Bahia), B2W (Americanas.com e Submarino) e Carrefour.

Estas companhias já operam no mercado fluminense em todos os canais. Já o centro de distribuição deverá ser instalado em Xerém, Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Com relação às lojas físicas, a perspectiva é de que a rede abra suas unidades logo no início de 2021.

Conforme o jornal, a chegada ao Rio pela logística é parte da estratégia da empresa para aumentar a agilidade das entregas, item que pesa na decisão de compra.

O Magalu segue a lógica da concorrência no setor: quem tem bases perto dos principais mercados e maior capilaridade entrega primeiro e com menor custo de frete.

MGLU3: logística

Atualmente, as encomendas do Magalu para quem mora no Rio vêm de São Paulo. Na capital fluminense, onde estão concentradas as vendas, a empresa entrega hoje em até 48 horas, mas quer reduzir esse prazo. Na cidade de São Paulo, é de 24 horas.

Para a empresa, o aumento das vendas online do Magalu no Rio justifica a abertura de um centro no Estado.

O passo representa uma mudança na empresa, que, ao longo de sua trajetória, evitou a atuação no Rio.

Luiza Trajano, da família fundadora, chegou a dizer que a segurança pública era um obstáculo. Agora, a companhia se convenceu de que ter pontos de distribuição no Rio está mais seguro.

De acordo com a companhia, a operação no Rio vai gerar 300 empregos diretos.

Veja MGLU3 na Bolsa:

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: