O Laboratório Teuto Brasileiro SA entrou com pedido de oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A oferta, protocolada na sexta-feira (19), será administrada pelas instituições financeiras Itaú Unibanco (ITUB4) Holding SA, Santander Brasil (SANB11), JPMorgan Chase & Co (JPM), Bradesco (BBDC4), Bank of America e Goldman Sachs.

IPO: farmacêutica Teuto pede registro para oferta pública inicial

Teuto

Com a pandemia do coronavírus e as medidas preventivas da OMS, Ministério da Saúde e outras autoridades competentes, o Laboratório Teuto desenvolveu um novo formato de treinamento para permanecer próximo de seus clientes e parceiros.

“De forma inovadora, para as indústrias, começamos a ministrar nossos treinamentos por meio de plataformas, como o zoom, teams e google meet, sendo que a receptividade deste formato e o retorno que tivemos dos clientes foram surpreendentes. É uma novidade para todos nós e estamos aprendendo juntos a usar de forma mais efetiva todas as ferramentas que a tecnologia nos oferece”, conta a supervisora de treinamentos do Teuto, Magali Tamas.

Para Magali, essa é uma oportunidade para as empresas se desenvolverem nos ambientes digitais. “Acreditamos que muitas mudanças se fizeram necessárias neste momento e vieram para ficar. Teremos no futuro um modelo de treinamento híbrido entre o que praticávamos até o início da pandemia e a nova realidade que se apresentou a partir de março de 2020. Estamos vivendo um momento único na história e encaramos este cenário com otimismo e determinados em evoluir, melhorar e nos aperfeiçoar a cada dia”, finaliza.

A empresa

O Laboratório Teuto Brasileiro S.A., também conhecido apenas como Laboratório Teuto, é uma fábrica de medicamentos localizada em Anápolis, no estado de Goiás. É considerado um dos maiores complexos industriais do Brasil e da América Latina.

  • Só clique aqui se já for investidor
Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: