Descubra quais são os tipos de ações que o investidor pode encontrar na Bolsa de Valores

Para incluir ativos na carteira de investimentos, em primeiro lugar, o acionista precisa classificar o papel

Nos mercados mundiais, o investidor escolhe aplicar seu capital em determinada companhia levando em consideração que as ações pertencem a uma única classe. 

Contudo, para incluir ativos na carteira de investimentos no Brasil, em primeiro lugar, o acionista precisa classificar o papel. Entre as opções, estão as ordinárias, preferenciais ou units.

Sendo assim, ao obter um ativo, o investidor se torna sócio da empresa. Logo, ele possui o direito de fazer parte dos resultados alcançados pela mesmo enquanto mantiver suas ações.

Ações ordinárias 

As ações ordinárias, também conhecidas pela sigla ON, são caracterizadas por 3 dígitos ao final do código. Além disso, elas garantem direito de voto ao acionista nas assembleias administrativas da empresa. 

Contudo, aos investidores menores ou iniciantes, o direito de voto é mais restrito. Uma vez que o voto dele pode ser insignificante em relação aos grandes investidores. Ou seja, se o investidor possui um lote que integra 100 ações, o voto não carrega tanta relevância ao comparar com os de mais sócios.

Embora o acionista possua o direito de voto, as dívidas da empresa não são de sua responsabilidade. Em resumo, o tag along, uma característica importante desse tipo de ação, é vantajoso ao investidor caso houver mudança de controle da companhia.

Com isso, a empresa que adquire a parte do controle, obrigatoriamente, precisa abrir IPO das ações ordinárias pertencentes aos minoritários de, no mínimo, 80% do valor pago pela aquisição das ações do grupo controlador.

Descubra quais são os tipos de ações que o investidor pode encontrar na Bolsa de Valores
Tipos de ações existentes na Bolsa de Valores

Ações preferenciais 

As ações preferenciais, também chamadas de PN, são outra classe de ativos. A propósito, essa classificação oferece melhor liquidez na Bolsa de Valores (B3) em comparação com as ordinárias.

Diferentemente das ações ordinárias, os acionistas não recebem o direito de votar. Em contrapartida, eles possuem preferência ao receber os dividendos e em casos de liquidação da empresa. Isto é, se a mesma vier a falir ou encerrar suas atividades por qualquer motivo, os acionistas preferenciais têm maiores chances de recuperar parte de seus investimentos.

Por conseguinte, os investimentos em ações preferenciais não integram o direito de participar do prêmio de controle, em caso de venda da companhia. Ou seja, não possui a característica de tag along.

Elas são consideradas uma boa alternativa aos investidores menores. Posto que, possuem a facilidade de negociação. Além disso,  caso a empresa tenha lucro, dão preferência no momento de receber os proventos.

Units

Em suma, as units são outra forma de negociar os papéis na Bolsa brasileira, classificadas como certificados de depósito de ações. Assim, elas são caracterizadas principalmente como um pacote de papéis com mais de um tipo de ação.

Sendo assim, quem investe em uma unit, efetivamente, compra uma série de ações da mesma empresa, mas com diferentes tipos. Portanto, a unit contém ativos ordinários e preferenciais emitidos pela companhia.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais