Calcular dividendos? Descubra como montar uma carteira com empresas que pagam bem

O acionista pode receber essa remuneração de forma anual, semestral ou até mesmo mensal

Via de regra, a valorização das ações de empresas é a maneira mais tradicional de lucrar com investimentos na Bolsa de Valores. No entanto, atualmente, o interesse maior está no pagamento de dividendos.

Desse modo, a parcela do lucro distribuída aos acionistas da companhia, normalmente, é valorizada com enfoque a longo prazo. 

Dado que as empresas boas pagadoras de proventos aos seus acionistas, em geral, viabilizam resultados sólidos e calculáveis, que podem ser vistos como uma renda extra, ou até mesmo, passiva.

O que são dividendos?

Em suma, os dividendos, também chamados de proventos, são uma parcela do lucro líquido ajustado de determinada companhia, que é fragmentado entre os seus acionistas como uma maneira de remunerá-los.

Logo, quando um investidor adquire ações da empresa, ele se torna sócio da mesma. Sendo assim, ele detém o direito de receber uma parcela do lucro. Ou seja, este valor depende da quantidade de papéis que a pessoa detém.

Isto posto, o acionista pode receber essa remuneração de forma anual, semestral, trimestral ou mensal. Além disso, o pagamento pode ocorrer em dinheiro, em ações e até mesmo em direitos de propriedades, dependendo de cada empresa.

Desta forma, os dividendos são estabelecidos, anunciados e distribuídos como um recurso estratégico para atrair cada vez mais investidores à empresa.

Dividend yield 

A propósito, o dividend yield, traduzido em português para rendimento dos dividendos, representa um dos indicadores mais importantes para a avaliação. Isso porque ele possibilita equalizar as informações referentes à distribuição de dividendos. Além do mais, é possível comparar as informações entres as demais ações do mercado.

Desse modo, o que recomenda-se ao investidor é analisar a empresa por inteiro. Bem como, o potencial de crescimento, sua geração de caixa, maneiras de rendimentos aos acionistas, entre outros pontos.

À vista disso, na hora de investir em uma companhia para desfrutar de seus proventos, vale analisar a valorização da carteira de ações ao longo dos anos. Assim, fica mais fácil entender sobre a empresa selecionada e evitar prejuízos.

Calcular dividendos? Descubra como montar uma carteira com empresas que são boas pagadoras
Ilustração de dividendos

Como calcular?

Para calcular o rendimento dos dividendos de uma determinada empresa, basta dividir o valor de proventos pagos em um determinado período pelo preço da ação.

Em seguida, é preciso multiplicar o resultado obtido por 100. Para compreender ainda melhor, o investidor pode idealizar que detém ações do Modalmais (MODL11) na carteira, e em 2021, a companhia pagou R$5,00 de dividendos por cada ação.

Se imaginar que o preço do ativo estava avaliado a R$ 45, o dividend yield seria de 11,1%.

Desse modo, o percentual apresenta que cada ação rendeu ao acionista 11,1%. Vale ressaltar que este exemplo serve para compreender como funciona. Entretanto, os resultados obtidos no passado da companhia não garantem que seja igual na próxima distribuição.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais