Pix vai acabar? Descubra se ainda vale a pena usar o sistema de pagamentos após mudanças no limite

O Banco Central impôs diversas regras nas transações realizadas através do seu sistema de pagamentos instantâneos

Recentemente, o Banco Central (BC) decidiu que todas as instituições financeiras devem impor um limite de R$ 1 mil em pagamentos realizados via Pix entre as 20h e 6h. A decisão foi tomada devido a pedidos dos próprios bancos para bloquear transações com valores muito altos a fim de evitar golpes ou fraudes.

Em resumo, o governo determinou também que todas as instituições bancárias reportem diariamente ocorrências de fraudes dentro do serviço de pagamentos instantâneos.

Além disso, o Pix sofrerá mais 3 mudanças. Quer saber quais são? Então, se liga no vídeo a seguir:

Bloqueio cautelar

Além da proibição de transações noturnas, os bancos agora estão autorizados a bloquear contas de clientes que tiverem uma movimentação atípica. Ou seja, que estejam recebendo dinheiro pelo Pix de forma suspeita. Com isso, a instituição poderá deixar a conta suspensa por até 3 dias.

PIX sujo e responsabilidade dos bancos

Caso uma conta seja acusada de estar recendo dinheiro de forma ilegal, o CPF da pessoa será “taxado” como suspeito. Em seguida, o banco deve compartilhar todas as informações do cliente com outras instituições financeiras.

Desta forma, o mesmo terá uma grande responsabilidade e controle sobre as fraudes que ocorrem dentro do sistema. Alguns bancos digitais, como o Nubank, já possuem um protocolo avançado para esses casos.

Sendo assim, quando uma conta começar a enviar ou receber transações estranhas, a própria plataforma vai tomar uma atitude, seja devolvendo o dinheiro da vítima ou bloqueando o suspeito.

Pix vai acabar? Descubra se ainda vale a pena usar o sistema após mudanças no limite
Plataforma do Pix

Como burlar a regra?

Os clientes ainda podem fazer alterações no limite através dos canais de atendimento do próprio banco. Entretanto, a solicitação do aumento levará cerca de 24h para aprovação. Uma vez que, anteriormente, algumas instituições aprovavam instantaneamente.

Com início no dia 4 de outubro, as empresas financeiras disponibilizaram o cadastro prévio de contas. Então, eventualmente, os usuários podem receber transferências com limites superiores aos determinados.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais