No primeiro semestre de 2020, marcado pela pandemia, o Bradesco superou o Itaú Unibanco, seu maior rival, e ficou no topo da lista das companhias abertas com os maiores lucros na América Latina.

Segundo levantamento da Economatica, o Bradesco fechou o semestre com lucro líquido de US$ 1,257 bilhão (R$ 6,888 bilhões), enquanto o Itaú Unibanco, o segundo colocado, teve um ganho de US$ 1,246 bilhão (R$ 6,825 bilhões).

A pesquisa incluiu 582 empresas de diferentes ramos de atividade que divulgaram os balanços do segundo trimestre, para compor o resultado semestral, até o dia 21.

O levantamento levou em conta o lucro contábil atribuído aos acionistas, usado como base para a distribuição de dividendos, e deixou de fora a parcela do resultado que vai só para os minoritários das subsidiárias.

Bradesco é a empresa da América Latina com maior lucro no 1º semestre

Conselho Consultivo Amazônia

Bradesco, Itaú Unibanco e Santander formalizaram na quarta-feira a criação do Conselho Consultivo Amazônia, com a escolha de sete especialistas para coordenar a implementação das medidas propostas pelos bancos para estimular o desenvolvimento sustentável da região.

O grupo se reunirá a cada três meses com o objetivo de trazer reflexões sobre as dinâmicas da região e desafiar os bancos quanto à efetividade do impacto das ações propostas.

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: