Warren cria programa de aceleração para consultorias e planejadores financeiros

A Warren – gestora, administradora e corretora de investimentos – já possui planos ousados para empregar o seu mais novo e terceiro aporte recebido no valor de R$ 300 milhões, de uma rodada liderada pelo fundo soberano de Singapura – GIC, que contou com a participação dos fundos Ribbit Capital, Kaszek, Chromo Invest, QED, Meli Fund e Quartz. Um terço do montante será destinado à aceleração do braço B2B, a Warren for Business.

Segundo o sócio da Warren e diretor da Warren for Business, Gustavo Ruiz, o investimento compreenderá as áreas de tecnologia, recursos humanos, marketing e, especialmente, ao novo programa criado para a seleção e aceleração de operações de consultores, gestores e planejadores financeiros. Trata-se do primeiro programa da Warren que visa apoiar a operação de cada parceiro, preservando sua independência e auxiliando-os na alocação dos seus recursos de maneira estratégica e eficiente.

Warren

A princípio, serão contempladas, pelo menos, 50 operações – destas, 20 já foram mapeadas pela Warren for Business. “Em um universo totalmente inovador, que ninguém sabe a fórmula mágica, todo mundo precisa e quer receber ajuda de quem conhece um pouco mais do mercado. É com esse propósito que lançamos esta consultoria”, conta Ruiz. Ainda de acordo com o executivo, também faz parte da ação credenciar os negócios do futuro por meio de um selo de qualidade que já está sendo implementado levando em consideração a autonomia de cada parceiro.

Segundo o Boletim de Mercado da CVM, atualizado em março de 2020, já existem 4605 mil operações fiduciárias em atividade no Brasil que carecem de apoio operacional que compreende a construção de uma marca forte, o treinamento das equipes e a administração do negócio como um todo. É para esse segmento que a Warren está olhando, segundo Ruiz. “Por meio da nossa consultoria, o parceiro terá acesso ao primeiro ecossistema do Brasil 100% construído com foco no adviser fee based – o consultor do futuro, baseado no modelo que já é tendência nos EUA e Reino Unido”, reforça.

  • Só clique aqui se já for investidor

Programa

Para participar do programa, os selecionados deverão estar alinhados com dois importantes pilares que conduzem o negócio da Warren for Business: cultura, seja ela de mercado, inovação e tecnologia, e potencial de crescimento. O novo projeto deve auxiliar a empresa a alcançar a marca de 400 parceiros até o fim deste ano e, assim, representar 60% do AUM da Warren como um todo, que atualmente é de 20%. Hoje, o B2B já conta com 300 profissionais conectados.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais