A Marfrig (MRFG3) fechou acordo não vinculante com a Associação Paraguaia de Produtores e Exportadores de Carne (Appec) para a formação de uma sociedade nova no país com o objetivo de explorar potenciais investimentos.

“Os investimentos da Marfrig atingem 100 milhões de dólares norte-americanos em até 24 meses”, afirmou a companhia brasileira em comunicado nesta sexta-feira (4), acrescentando que sua participação no negócio será de 85%.

Segundo a Reuters, a empresa deve contribuir com know-how em tecnologia, produção, comercialização e logística, enquanto a Appec buscará garantir uma quantidade reduzida de matéria-prima, além de contribuir com conhecimentos no mercado local.

Uma operação busca replicar o modelo de sucesso que a Marfrig vem desenvolvendo na Carne Bovina em que conta com os produtores locais como sócios do empreendimento”, afirmou.

Marfrig (MRFG3) fecha acordo com associação no Paraguai; investimento será de US$ 100 mi

MRFG3: linha sustentável

A processadora de carnes Marfrig iniciou como vendas de uma nova linha de produtos bovinos recebidos a partir de animais originários de propriedades sustentáveis.

A nova linha de carne bovina carbono neutro, a ser comercializada sob a marca Viva, será distribuída apenas no Brasil.

A iniciativa foi desenvolvida em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), disse a companhia. Ela envolve o gado criado em fazendas nas quais as bases de metano dos animais são neutralizadas pelo cultivo de florestas ou produções agrícolas, segundo o comunicado.

O metano, um potente gás de efeito estufa que contribui para o aquecimento global, é um bioproduto natural da digestão de bovinos e outros ruminantes –grande parte dele é liberado na atmosfera pelos arrotos e respiração dos animais.

A Marfrig possui capacidade de abate de mais de 31,8 mil cabeças de gado por dia em suas unidades na América do Sul e América do Norte, indicou a nota que detalha o lançamento da nova linha de produtos.

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: