Bitcoin supera B3 e já vale mais que todo a bolsa brasileira

A última onda de crescimento teve início em 8 de abril de 2021

Nesta terça-feira (13), o Bitcoin atingiu seu pico mais alto da história. Conforme os dados da Coindesk, o preço da criptomoeda aumentou 5,68% em 24 horas e ultrapassou o valor de US$ 63 mil a undiade – cerca de R$ 358.770.

Segundo o Documenting Bitcoin, agora a moeda virtual vale mais do que todo o mercado de ações da bolsa brasileira B3. Em um comparativo: o Bitcoin tem o valor de US$ 1,19 trilhões, enquanto o valor total das ações brasileiras é de US$ 1,17 trilhões.

De acordo com o Nexperts, a última onda de crescimento do Bitcoin teve início em 8 de abril de 2021. Em apenas cinco dias, o valor da criptomoeda cresceu mais de US$ 7 mil – aproximadamente R$ 39.700.

De acordo com os analistas, o preço da moeda está em ascensão devido à entrada da corretora americana de criptomoeda Coinbase na bolsa de valores. Listada na Nasdaq, os títulos da companhia serão disponibilizados no dia 14 de abril.

Vale destacar que a Coinbase será a primeira empresa cripto a abrir capital. Antes da oferta pública inicial, a corretora revelou os relatórios financeiros do 1º trimestre de 2021 e sua receita foi de US$ 1,8 bilhão e os lucros de cerca de US$ 800 milhões.

Após atingir o pico, Bitcoin teve uma ligeira queda na tarde desta terça-feira (13).

Bitcoin supera B3 e já vale mais que todo a bolsa brasileira

Bitcoin – Coinbase

A próxima grande abertura de capital em Wall Street será uma decepção – pelo menos para os puristas das criptomoedas.

Quando o Coinbase, uma plataforma de câmbio dessas moedas digitais, começar a negociar ações nesta quarta-feira (14), isso ocorrerá em uma bolsa de valores enfadonha e convencional, e não – como seria condizente com uma das maiores empresas de negociação de criptomoedas – em uma movimentada blockchain, como é chamada a tecnologia por trás de moedas como o bitcoin.

Ainda assim, para os investidores que apostam no Coinbase, a flutuação parece ser um sucesso. Em contraste com ofertas públicas iniciais (IPOs) comuns, nenhuma ação nova será vendida, e investidores já existentes não terão de esperar seis meses antes de negociar suas ações, o que significa que eles poderão se beneficiar de qualquer animação inicial e alta no preço das ações. E os resultados do primeiro trimestre do Coinbase, publicados em 6 de abril, dão a impressão que certamente haverá animação.

A empresa apresentou uma projeção preliminar de lucro de US$ 730 milhões a US$ 800 milhões, sobre uma receita de aproximadamente US$1,8 bilhão, de anteriores US$ 179 milhões e US$ 585 milhões, respectivamente, nos últimos três meses de 2020. Sua avaliação inicial poderia passar dos US$ 100 bilhões, talvez excedendo o valor até do Facebook, o gigante das redes sociais, avaliado em US$ 104 bilhões quando abriu capital em 2012.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais