A palavra “cashback” vem do inglês e significa “dinheiro de volta”. O termo vem se popularizando no Brasil e se tornando atrativo, principalmente para aqueles que pensam em abrir uma nova conta ou pedir um cartão de crédito de determinada instituição financeira. Receber parte do valor gasto de volta, além de atraente para o consumidor, pode ser também um detalhe determinante na hora da decisão. No sistema cashback, ao fazer uma compra se recebe uma porcentagem do valor de volta. Essa porcentagem devolvida depende do cartão, instituição ou aplicativo usado para ter o benefício. Depois é só solicitar e o valor pode cair na sua conta, se transformar em crédito, etc.

Brasil e Cashback

No Brasil, um dos pioneiros ao utilizar essa modalidade foi o Banco Original, fundado em 2011. A instituição financeira contém 4 tipos de cartão, sendo elas: Internacional, Gold, Platinum e Black. Todos os cartões disponíveis têm o sistema de devolver parte do dinheiro, além de anuidade zero, na maioria dos casos. O cashback do Original pode variar entre 0,15% a 1,5% ao mês. Ou seja, pode “render” mais do que a poupança. “O cashback é muito mais simples do que milhas e pontos. Não dá para perder, como as milhas, que por exemplo podem expirar ou não valem para o lugar que você quer ir”, comenta o Financista do Canal 1Bilhão Educação Financeira, Fabrizio Gueratto.

O Banco Original disponibiliza a modalidade para os cartões de crédito e débito. “Caso a pessoa não tenha controle para usar cartão de crédito, é melhor não ter mesmo, do que se endividar. Mas o Original disponibiliza o cashback para as compras feitas no débito também. É claro que ninguém vai ficar rico com isso, mas é bom ter o retorno de um pedaço dos nossos gastos, já que todos temos que gastar, principalmente com coisas essências”, diz. Para abrir uma conta no Banco Original é muito simples, só baixar o aplicativo e aguardar no máximo 5 dias úteis para saber se foi aceito ou não na instituição. “Não custa nada testar, além de não ter taxas, devolve um pouco do dinheiro que você gasta e não cobra nada para saques no caixa 24 horas. Assim como os demais bancos digitais, comparar e ver qual é o melhor e mais atende as suas solicitações e rotina é sempre bom”, finaliza Gueratto. 

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: