Stone pretende adquirir fatia do Banco Inter por R$2,5 bi

A Stone anunciou nesta segunda-feira (24) que pretende investir R$ 2,5 bilhões para comprar uma pequena fatia do Banco Inter.

Conforme a empresa, a participação será limitada a 4,99% e a compra deve ser feita por meio de novas ações a serem emitidas pelo Banco Inter por meio de um follow-on. Isso dará um assento no conselho para a Stone e o direito de preferência na hipótese de venda de controle pelos próximos 6 anos.

A Stone é conhecida por ser uma fintech no mundo das maquininhas, mas que tem mudado o seu negócio e vale hoje cerca de 19,5 bilhões de dólares na Nasdaq. O Banco Inter é a fintech queridinha da bolsa brasileira e vale cerca de 42 bilhões de reais, depois de ter multiplicado por seis seu valor na bolsa em 12 meses.

Inter

O Banco Inter (BIDI11) divulgou dia 12 sua prévia operacional do primeiro trimestre de 2021. Um dos destaques foi a originação de crédito, que atingiu R$ 3,7 bilhões no período, o que representa um crescimento de 173% na comparação ao mesmo período do ano passado.

Segundo o banco, a originação do Crédito Imobiliário foi de R$ 716 milhões de janeiro a março, 118% superior à mesma etapa de 2020. A instituição ressaltou os dados de Financiamento Imobiliário, que cresceu 188% na comparação com o registrado um ano atrás.

A originação do Crédito Consignado, por sua vez, atingiu R$ 1,3 bilhão no trimestre, crescimento de 246%, enquanto a produção do Crédito Empresas cresceu 160%, ambos na mesa base comparação, atingindo R$ 1,7 bilhão no período.

  • Só clique aqui se já for investidor

Clientes

O Banco Inter finalizou o trimestre com 10,2 milhões de clientes, crescimento de 106% ante um ano, com adição de 1,8 milhão de contas (+98,3%). A instituição encerrou o período com R$ 1,3 mil de saldo médio em conta por cliente, crescimento de 25% ante igual etapa de 2020.

O banco divulgou ainda que ultrapassou 281 milhões de logins no App no primeiro trimestre, com R$ 7,6 bilhões transacionados em cartões, crescimento de 173% na comparação anual. O número de cartões utilizados atingiu 3,5 milhões, três vezes maior ante um ano antes.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais