Pix: 73% dos brasileiros com smartphone já fizeram utilizaram o sistema

Na primeira vez que a pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box sobre Pagamentos Móveis e Comércio Móvel no Brasil buscou descobrir como os internautas brasileiros com smartphone estão usando o Pix em suas transações entre contas, os resultados apontam que 73% dos pesquisados já utilizam este tipo de serviço.

Desde o seu lançamento, em novembro do ano passado, até março, mês em que foi realizada a pesquisa, o Pix já acumula mais de 1 bilhão de transações e uma movimentação de quase R﹩ 800 bilhões, de acordo com dados do Banco Central. O sucesso pode ser explicado pelo fato do Pix permitir uma transação instantânea, a sua interoperabilidade e a gratuidade para pessoas físicas. “Não à toa, o Pix tem um alto índice de aprovação: 95% das pessoas que já fizeram um pagamento instantâneo pelo Pix se consideram satisfeitas ou muito satisfeitas com o serviço – deram notas 4 ou 5 em uma escala de 1 a 5 para medir sua satisfação”, comenta Fernando Paiva, editor do Mobile Time e coordenador da pesquisa.

Pix

Esta edição da pesquisa, um oferecimento da Dynatrace, também apurou que a popularidade do Pix é maior entre os jovens de 16 a 29 anos (78% deles já enviaram um Pix) do que entre as pessoas com 50 anos ou mais (55% deste público já mandou um Pix). A proporção que já experimentou a novidade é maior também entre pessoas das classes A e B (81%) do que entre aquelas das classes C, D e E (71%). A diferença por renda mensal se expressa ainda mais claramente quando segmentado pelo sistema operacional do smartphone: 89% dos usuários de iOS já enviaram um Pix, contra 72% daqueles com Android. Não há diferenças expressivas no uso do Pix por região do País, segundo esta pesquisa. Por sua vez, os pagamentos com QR code já foram experimentados por 53% dos internautas com smartphone.

  • Só clique aqui se já for investidor

Pagamentos por QR code e por aproximação NFC – Contactless

Os números da pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box sobre Pagamentos Móveis e Comércio Móvel no Brasil também apontam proporção dos internautas brasileiros com smartphone que já pagou por QR code é maior entre homens (56%) que entre mulheres (50%); e maior entre pessoas das classes A e B (59%) do que entre aquelas das classes C, D e E (51%).

Os pagamentos por aproximação (NFC – Contactless) também estão se popularizando, embora mais lentamente que o Pix. A pesquisa apurou que 34% dos entrevistados já utilizaram este recurso, o que representa um aumento de 11 pontos percentuais em um ano. Considerando a sua utilização por classes sociais e o fato que esta tecnologia nem sempre está presente em smartphone populares, a pesquisa constatou que o iOS (sistema operacional dos smartphones mais avançados e mais caros) é 47% do total, contra 33% do Android, “o que reflete a desigualdade social do País, sabendo-se que muitos aparelhos Android de baixo custo não são habilitados com a tecnologia NFC para pagamentos por aproximação”, comenta Fernando Paiva.

Empréstimos pelo celular: um em cada quatro brasileiros já contrataram o serviço pelo celular

Os organizadores da pesquisa também queriam apurar qual seria a proporção dos brasileiros que já solicitaram um empréstimo pelo celular e descobriram que 25% deles já contrataram este tipo de serviço. A proporção é maior entre pessoas das classes C, D e E (26%) do que entre aquelas das classes A e B (19%). Quando questionados sobre o valor do empréstimo mais recente que contrataram pelo smartphone, a maioria (90%) informa que foi abaixo de R﹩ 10 mil. Veja os percentuais abaixo:

  • Menos de R$ 100 – 9%
  • Entre R$ 100 e R$ 999 – 28%
  • Entre R$ 1 mil e R$ 9.999 – 53%
  • R$ 10 mil ou mais – 10%

“Como muitos bancos e fintechs oferecem empréstimos através de apps no smartphone, o dispositivo é um canal ágil e eficiente para a oferta de crédito. E os dados coletados pelo aparelho podem contribuir para um cálculo mais preciso do score de crédito”, comenta Fernando Paiva.

Panorama

O Panorama Mobile Time/Opinion Box – Pagamentos Móveis e Comércio Móvel no Brasil é uma pesquisa independente produzida por uma parceria entre o Mobile Time e a empresa de soluções de pesquisas Opinion Box. Nesta edição foram entrevistados 2.028 brasileiros que acessam a Internet e possuem smartphone, respeitando as proporções de gênero, idade, renda mensal e distribuição geográfica desse grupo. As entrevistas foram feitas on-line entre 10 e 19 de março de 2021. Esta pesquisa tem validade estatística, com margem de erro de 2,2 pontos percentuais e grau de confiança de 95%.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais