Petz registra crescimento de 52,8% na receita bruta, e 36,3% no EBITDA no 1º tri

A Pet Center Comércio e Participações S.A. (“Petz” ou “Companhia”; B3: PETZ3), maior rede de petshops do país, divulgou o balanço do 1º trimestre de 2021. “Os resultados superaram nossas expectativas e o crescimento sustentável que já vínhamos obtendo nos últimos anos, em especial em 2020, quando atingimos a meta de nos tornarmos líderes no segmento pet no Brasil. Isso demonstra a capacidade contínua da Petz em se desenvolver e aproveitar as oportunidades. O setor como um todo tem demonstrado não só resiliência, mas tem crescido durante a pandemia, com o isolamento trazendo nas famílias o desejo de adotar um pet ou, para quem já adotou, de tratá-lo como um membro da família, investindo em seus cuidados”, afirma Sergio Zimerman, fundador e CEO da Petz. “Nossa operação estava bem preparada estrategicamente para o impacto do isolamento, que recrudesceu neste primeiro trimestre, com o fechamento do comércio e serviços na maioria dos estados e cidades, oferecendo a mais eficiente e vantajosa solução em vendas digitais. Obtivemos, assim, a satisfação dos clientes e, consequentemente, um crescimento expressivo”, acrescenta.

Recorde em Digital – A receita bruta total registrada pela Petz no 1T21 foi de R﹩ 537,5 milhões, crescimento de 52,8% em relação ao alcançado no mesmo período do ano passado. Já o EBITDA ajustado foi de R﹩ 40,1 milhões, incremento de 36,3% sobre os R﹩ 29,4 milhões obtidos no mesmo período do ano anterior.

Petz

Destaque para as vendas digitais, que totalizaram R﹩155,5 milhões, um crescimento de 235,5% em relação ao 1º TRI de 2020, representando 28,9% da receita total (frente a 26,0% no 4º Tri de 2020 e 13,2% no 1º Tri de 2020), superando o percentual obtido nos últimos três meses de 2020 e se tornando melhor trimestre da história da Companhia neste canal de vendas. Ainda nesse contexto, vale destacar que, ao longo do trimestre, a Petz apresentou o primeiro mês na história da Companhia com uma participação do Digital acima de 30%, impulsionado pelas medidas de isolamento mais severas nesse início de ano, mas que demonstra a robustez e escalabilidade da plataforma, modelo de negócio sustentável com foco em Customer Experience, além da manutenção de patamares saudáveis de rentabilidade.

As vendas digitais consideram as vendas Omnichannel que reúne os produtos comprados pelos canais digitais com retirada pelo cliente (pick up) na loja ou entrega em casa direto de uma loja (ship from store) e o e-commerce (compras feitas pelo site e aplicativo e entregues em casa a partir do centro de distribuição). Assim, o índice omnichannel (participação deste tipo de venda na receita bruta digital) atingiu 84,7%, contra 83,8% no 4º Tri de 2020 e 78,9% registrados no 1º Tri de 2020.

  • Só clique aqui se já for investidor

Destaque

O grande destaque nos canais digitais foi o App da Petz, que teve um total de downloads no 1T21 superior ao segundo, terceiro e quarto colocados no setor Pet somados. Além disso, o App se manteve na liderança da categoria nos rankings das lojas da Google Play e Apple Store, com notas nos mais altos patamares. Com 790 mil usuários ativos (MAU – Monthly Active Users) e um crescimento nas vendas de mais de 375% a/a no 1T21, o App já representa aproximadamente 60% das vendas digitais da Petz. Por fim, depois de se tornar líder do setor ao longo de 2020, o site continua consolidando a sua posição de liderança e atingindo novos recordes com 7,3 milhões de acessos em março de 2021.

Recorde em novas lojas e entrada na região Norte – A Petz também bateu, ao final do 1º TRI de 2021, o seu próprio recorde em abertura de lojas para um período de 12 meses, com 31 novas unidades em 9 diferentes UFs, o que reforça a capacidade de execução do plano de abertura de lojas. Em abril, com a inauguração da loja em Palmas, capital do Tocantins, a Petz chegou a 139 lojas em 17 UFs e alcançou presença em todas as 5 regiões do País.

Vendas

As vendas “mesmas lojas” (“same-store-sales” ou “SSS”) cresceram 33,9% no 1T21, o que representa mais uma sólida performance. “Apesar das dificuldades que temos enfrentado, como a demora da expedição de licenças para obras e até mesmo paralisação em algumas cidades em função da pandemia, seguiremos inaugurando novas lojas, em 2021, em ritmo ainda maior, em novas cidades e estados do País”, afirma o CEO da Petz. “Uma nova loja em uma nova cidade ou estado leva nossa experiência de atendimento diferenciado aos clientes e contribui para potencializar as vendas digitais e a ominicanalidade, ao criar uma nova demanda também por compras no site e no aplicativo”, comenta Zimerman.

Crescimento de Produtos e Serviços – O forte crescimento das receitas obtidas pela Petz no 1º TRI de 2021 teve grande contribuição do segmento de produtos (+55,1% em relação ao mesmo período do ano passado). “O crescimento em produtos é bem expressivo em termos de rentabilidade. Temos investido bastante no Digital, que tem margem menor, mas que ainda é bastante rentável. Além disso, é uma estratégia que gera uma relação atrativa de frequência e retenção no longo prazo com nossos clientes. Vale frisar também que nosso programa de assinaturas, importante ferramenta de fidelização e engajamento, já representa 19% de nossa receita bruta, contra 15% ao final de 2020” afirma Diogo Bassi, CFO da Petz.

1TRI

A Petz terminou o 1º TRI de 2021 com margem sobre o lucro bruto de 40%, 0,5 pontos percentuais acima da registrada ao final do mesmo período do ano anterior. “Sobre as margens, há que se considerar o fato de que conseguimos manter patamares saudáveis mesmo com o aumento substancial da penetração digital nas vendas, que possui margens saudáveis, mas inferiores ao canal físico, e também do impacto negativo da margem dos Centros de Estética.”, destaca Diogo Bassi.

O segmento de serviços, fortemente atingido pelo fechamento dos Centros de Estética, em diversos meses da pandemia, também cresceu no primeiro trimestre de 2021 (+17,8% sobre o 1º TRI de 2020), revertendo o cenário de três trimestres seguidos de queda. O efeito do funcionamento intermitente dos Centros de Estética foi compensado pelo excelente desempenho de Seres, maior rede de centros veterinários do país. “Os serviços veterinários registraram um crescimento de 52,4% no 1T21 comparado ao mesmo período do ano passado, impulsionado pela maturação da rede de hospitais e clínicas, boa performance das unidades antigas, abertura de novas unidades e também em função do maior cuidado dos tutores com a saúde de seus pets”, afirma o CFO da Petz. O 1T21 terminou com 116 centros veterinários (ante os 95 existentes no 1T20), sendo 10 hospitais, 9 deles operando 24 horas por dia.

Seres

Em “Seres”, a rede suspendeu as cirurgias eletivas em suas unidades, iniciativa essa que teve como objetivo a redução da demanda no segmento veterinário por insumos e medicamentos que são utilizados também na saúde humana. Por ser o maior Centro Veterinário do país, essa atitude além de aumentar a disponibilidade dos materiais no mercado, também tem o propósito de criar um movimento positivo na classe veterinária para estimular mais redes e profissionais a fazerem o mesmo. Vale ressaltar que essa suspensão temporária não prejudica a saúde e bem-estar do pet, dado que a rede Seres manteve as cirurgias de urgência e emergência.

“Medidas como essa da rede Seres fazem parte do nosso compromisso com a responsabilidade social, também exercido com outras iniciativas, como o Programa Adote Petz, que acaba de atingir a marca 50 mil adoções estimuladas em nossa plataforma, desde 2007”, diz o CEO da Petz. “Intensificando cada vez mais as boas práticas em ESG e fortalecendo nossas verticais de negócios avançaremos de forma sustentável para consolidar a nova visão estratégica da companhia de ser mundialmente reconhecido como o melhor ecossistema do segmento pet até 2025”, finaliza Zimerman.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais