MPEs se utilizam de serviços por assinatura para atrair e reter clientes

Para além dos tradicionais jornais e revistas, os serviços de assinatura estão cada vez mais variados e apresentam crescimento exponencial, com cada vez mais adeptos. Vinhos, cervejas, cosméticos, livros, filmes, linguiças, aperitivos, flores e até sexy toys.

A lista de serviços disponíveis para assinatura no país é grande e não para de crescer. Seguindo essa tendência, os micro e pequenos negócios estão investindo no movimento de criar pacotes de assinatura com seus produtos.

Elena Pinheiro, criadora da @Bordaflorbsb, é uma dessas empreendedoras que decidiu apostar no mercado de assinaturas para potencializar suas vendas. A empresa nasceu no início do ano passado, com a proposta de enviar buquês personalizados, inspirados nas histórias dos próprios clientes.

De acordo com Elena, a ideia de fazer um clube de assinaturas, surgiu organicamente, com o crescimento do negócio. “Criei a Borda Flor após uma transição de carreira, me encantei ao ver que eu podia fazer coisas diferentes da minha formação. No início da empresa, eu tinha uma cliente que me dava muito feedback. Um belo dia, ela disse que queria flores periodicamente em casa. A ideia da assinatura surgiu e eu criei um grupo com outros 12 clientes que também tinham interesse”, relembra.

MPEs

As flores enviadas por Elena, quinzenalmente para as residências, sempre são acompanhadas de orientações com os cuidados, uma história sobre como o buquê foi montado e, muitas vezes, com mimos surpresa. “O relacionamento com os meus clientes é semanal, eu envio mensagens comunicando dia e horário de entrega.

Na sequência compartilho a playlist com as músicas que ouvi quando estava criando o buquê, para que eles entendam toda a atmosfera. Todos os arranjos são únicos e possuem uma história. Eu explico o motivo de cada espécie estar ali. Também gosto de fazer parcerias e enviar novos produtos da Borda Flor. Já enviei bordados feitos à mão pela minha mãe, marca páginas, velas… Nesse mês de junho estamos enviando amendoins como uma lembrança às festas juninas”, afirma.

  • Só clique aqui se já for investidor

Sebrae

O gerente de relacionamento com o cliente do Sebrae, Enio Pinto, destaca que o grande desafio para os micro e pequenos negócios investirem em serviços por assinatura é se manter relevante. “Eu costumo dizer que todos podem empreender com assinatura, mas é um nicho para poucos. É preciso ter conhecimento do produto ou serviço que se oferece, habilidade para inovar e tem que ser uma pessoa com influência, com propriedade no assunto. Além do processo de atração e compra da assinatura, é fundamental que o empreendedor se mantenha necessário na rotina do cliente periodicamente. O trabalho de pós-venda precisa ser articulado”, diz.

A curadoria dos produtos e serviços também é um outro ponto muito importante, segundo o especialista. “Assinatura de produtos e serviços está intimamente ligada à confiança que o cliente deposita no negócio. Por isso, é necessário que as expectativas criadas com assinatura sejam sempre superadas. No caso da assinatura de flores, por exemplo, é de extrema importância as histórias por trás de cada arranjo, os mimos que são enviados, a surpresa para o consumidor. No caso de negócios maiores, como a Netflix, você vê que eles estão sempre inovando e buscando ser cada vez mais cirúrgicos na entrega. Lançam novidades diariamente, apresentam sugestões personalizadas. Esse aspecto é extremamente importante: os empreendedores precisam ser disruptivos, inovadores e levarem o melhor do seu conhecimento associado ao seu produto”, indica Enio. (Sebrae).

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais