Jeff Bezos deixa liderança da Amazon após 27 anos na presidência; veja o que muda

O CEO da companhia se aposenta com fortuna estumada em US$ 199 bilhões

Nesta segunda-feira (5), Jeff Bezos deixará o cargo de CEO da Amazon após comandar a empresa por 27 anos.

A mudança de liderança do cargo no gigante e-commerce foi divulgada em fevereiro. Entretanto, a data oficial da transição é hoje, dia 5 de julho.

A propósito, a data escolhida é em comemoração ao aniversário de 27 anos da companhia, fundada em 1997.

Quem é Jeff Bezos?

Jeff Bezos, formado em engenharia elétrica e ciências da computação, deixou sua carreira promissora para dominar o varejo online.

Em resumo, o empresário se tornou vice-presidente sênior aos 30 anos da  D. E. Shaw & Co, antes de fundar a companhia. Em contrapartida, uma pesquisa para a marca descobriu o poder da internet e sua evolução.

No entanto, o mesmo decidiu pedir demissão para empreender, assim nasceu o gigante varejo online, em julho de 1995. No entanto, a Amazon surgiu como um site de livraria online, que em período de dois meses já havia entregas para mais de 45 países.

Aposentadoria do empresário

Desta forma, o CEO da companhia se aposenta do cargo aos 57 anos, com uma fortuna estimada em US$ 199 bilhões. Assim, se tornando o homem mais rico do mundo, ultrapassando Bill Gates e Warren Buffet.

Sua riqueza é 739.489 maior que a média da fortuna dos aposentados americanos com 65 anos. Em meio ao cenário de pandemia em 2020, sua riqueza decolou em US$ 75 bilhões, por consequência do crescimento das vendas onlines e a valorização das ações da Amazon.

Jeff Bezos deixa liderança da Amazon após 27 anos na presidência; veja o que muda
Jeff Bezos como CEO da Amazon

O que muda agora?

Nesta segunda-feira (5), Andy Jassy, aos 53 anos, assumiu a liderança da Amazon. Antes de tudo, fez parte da criação de desenvolvimento da plataforma digital de armazenamento e processamento de dados em 2003. Logo, em 2006 passou a comandar a Amazon Web Services (AWS) e, 10 anos depois, se tornou CEO da AWS.

Jassy terá duas grandes questões para enfrentar como CEO da companhia. Em primeiro lugar, os funcionários que se encontram insatisfeitos com as condições de trabalho, além disso, existe uma ação contra os colaboradores que criticam a marca.

Outra questão, é a existência da fiscalização do governo dos Estados Unidos contra as big techs. Apesar de que, a companhia não enfrenta tantos problemas como a Apple, Google e Facebook, e deve ser ouvida nas audiências.

Mesmo aposentado, Jeff Bezos permanecerá atuando na marca como presidente-executivo do conselho. 

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais