Hapvida (HAPV3) aprova oferta de ações de até R$2,676 bi

A operação consistirá na distribuição pública primária

O conselho de administração da Hapvida (HAPV3) aprovou no domingo (11) oferta de ações com esforços restritos de colocação, que espera precificar em 20 de abril, de acordo com fato relevante à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Segundo a Reuters, a operação consistirá na distribuição pública primária de, inicialmente, 100 mil novas ações e secundária de, inicialmente, 33.333.334 papéis. Tal montante – 133.333.334 ações – pode ser elevado em até 35% para atender eventual excesso de demanda.

Considerando a cotação de fechamento de sexta-feira da ação, de 14,87 reais, a oferta pode movimentar 1,98 bilhão de reais, sem considerar as ações adicionais. Quando incluídos esses papéis, a soma alcança 2,676 bilhões de reais.

A Hapvida afirma que os recursos da oferta primária serão destinados a investimento na sua estrutura atual e de empresas recém adquiridas e/ou em processo de fusão/aquisição, bem como para financiar potenciais fusões e/ou aquisições futuras.

BTG Pactual (SA:BPAC11), Bank of America, Itaú BBA, da XP Investimentos, Credit Suisse (SIX:CSGN) e Citi são os coordenadores da oferta.

Hapvida (HAPV3) aprova oferta de ações de até R$2,676 bi

Hapvida

A XP Investimentos analisou o ativo Hapvida (HAPV3) em seu portfólio e optou por reiterar sua recomendação de compra com preço-alvo em R$ 21 por ação.

Para a gestora, a companhia apresentou desempenho sólido na receita, ofuscado por provisões do SUS acima do esperado.

Também que o número de beneficiários de planos de saúde atingiu 3.744 mil, um aumento de 6,6% A/A – 1,0% acima das estimativas. O número de beneficiários de planos odontológicos atingiu 2.929 mil, um aumento de 4% em relação ao 4T19 e 0,6% abaixo de nossas estimativas.

Já com relação ao ticket médio dos planos de saúde, houve aumento de 5,8% em relação ao ano anterior, mas 2,3% abaixo de nossas estimativas. O ticket médio dos planos odontológicos ficou praticamente estável no ano.

O foco de curto prazo, no entanto, deve ser na fusão com a GNDI que deve criar muito valor por meio de sinergias.

4TRI20

A companhia reportou lucro líquido de R$ 94,3 milhões no quarto trimestre de 2020, queda de 55,2% ante igual período do ano anterior, conforme relatório encaminhado ao mercado.

De acordo com o documento, no quarto trimestre de 2019 a companhia havia obtido lucro líquido de R$ 210,6 milhões.

No acumulado do ano a empresa obteve lucro líquido de R$ 785,3 milhões, em queda de 7,8% sobre o lucro líquido de R$ 851,8 milhões em 2019.

Veja HAPV3 na Bolsa:

 

  • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Leia mais