Hapvida (HAPV3) estuda oferta de ações para fortalecer posição de caixa

A família fundadora está na lista dos bilionários da Forbes

A Hapvida (HAPV3) vem estudando eventuais captações de recursos para financiar investimentos e aquisições, assim como fortalecer sua posição de caixa, incluindo a possibilidade de uma oferta de ações, segundo comunicado ao mercado da companhia na noite de terça-feira.

Segundo a Reuters, a empresa afirmou que a efetiva realização de eventuais captações pode se dar através de oferta de ações e/ou instrumentos de dívida e estarão sujeitas a uma série de fatores, incluindo obtenção das aprovações societárias necessárias e condições de mercado e macroeconômicas.

De acordo com a Hapvida, até a data da divulgação do comunicado, nenhuma decisão havia sido efetivamente tomada nesse sentido.

Na véspera, o Valor Econômico publicou que a Hapvida está preparando uma oferta subsequente de ações de R$ 3 bilhões.

Hapvida (HAPV3) estuda oferta de ações e fortalecer posição de caixa

Hapvida

A versão norte-americana da revista Forbes divulgou a lista dos homens mais ricos do mundo. Figuram na cabeça do ranking os bilionários Elon Musk (Tesla) e Jeff Bezos (Amazon). Mas há novidades, inclusive a entrada dos cearenses donos da empresa Hapvida.

Na lista estão Cândido Pinheiro Koren de Lima, fundador da companhia e seus filhos Jorge Pinheiro e Cândido Júnior. A fortuna estimada é de US$ 3,7 bilhões.

A fortuna da família mais que dobrou, fruto de um movimento agressivo de expansão do Hapvida no mercado. Aquisições de hospitais, busca por novos mercados no País e a combinação de negócios com o Grupo Notre Dame Intermédica são algumas das ações tomadas pela companhia cearense. Esta última irá criar uma megaempresa com valor de mercado estimada entre R$ 100 bilhões e R$ 120 bilhões.

Acima, o recorte da citação do fundador do grupo Hapvida na Forbes norte-americana com a mansão de Fortaleza, cidade que tema sede da empresa.

Homem mais rico do País

Pelo ranking, o homem mais rico do Brasil é Jorge Paulo Lemann, com US$ 16,9 bilhões e o 114º lugar na lista global. Ele ultrapassou o falecido ex-banqueiro Joseph Safra, que teve seu patrimônio desmembrado entre herdeiros no ano passado.

Na sequência, entre os brasileiros, está o outro sócio de Lemann na AB Inbev, Marcel Herrmann Telles, com uma fortuna estimada em US$ 11,5 bilhões e o 191o lugar no ranking. O top 3 fica completo com Jorge Moll Filho e família, da rede D’Or, donos de um patrimônio líquido de US$ 11,3 bilhões e a 194ª posição na lista global.

Veja HAPV3 na Bolsa:

  • Só clique aqui se já for iinvestidor

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Leia mais