Enauta (ENAT3) recebe aprovação da ANP para assumir 100% do Campo de Atlanta

A conclusão definitiva depende da assinatura do aditivo

A Enauta Participações (ENAT3) recebeu aprovação da Agência Nacional do Petróleo (ANP) na quinta-feira (8) para que sua subsidiária Enauta Energia assuma os 50% de participação da Barra Energia no Bloco BS-4, no Campo de Atlanta. O acordo também prevê a transferência de US$ 43,9 milhões para a Enauta Energia, referentes às operações de abandono dos três poços e ao descomissionamento das facilidades existentes no Campo.

A conclusão definitiva da transferência, segundo a empresa, ainda segue atrelada à constituição de garantia e à assinatura do aditivo ao Contrato de Concessão. Após a conclusão, a Enauta Energia deterá 100% de participação no Campo de Atlanta.

Enauta (ENAT3) recebe aprovação da ANP para assumir 100% do Campo de Atlanta

Enauta

Em nota Carlos Mastrangelo, Diretor de Produção da Enauta afirma que a decisão de aumentar a participação no Campo foi pautada em estudos que atestam o seu potencial. “Estamos focados no aumento da eficiência operacional e em reduções de custo tanto no Sistema de Produção Antecipada quanto no Sistema Definitivo. Lançamos em março o processo de licitação do FPSO do Sistema Definitivo e, em linha com nossa estratégia de diversificação do portfólio, estamos buscando novos parceiros para o desenvolvimento do Campo. Atlanta é, sem dúvida, um projeto resiliente e capaz de gerar valor para a companhia”, afirmou.

4TRI20

A petrolífera carioca teve lucro líquido de R$ 38,2 milhões no quarto trimestre de 2020, queda de 68,7% sobre o mesmo período do ano passado, conforme relatório encaminhado ao mercado.

De acordo com o documento, no acumulado do ano a empresa obteve lucro de R$ 124 milhões, baixa de 32,6% na comparação com 2019.

O Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da Enauta ficou em R$ 129,5 milhões entre outubro e dezembro, recuo de 50,1% sobre a marca apresentada um ano antes. A margem Ebitda ficou em 69,3%, elevação de cinco pontos porcentuais. Em 2020, o indicador somou R$ 787,9 milhões, retração de 24,1% ante o exercício anterior.

De acordo com o Estadão, a empresa pontua que o recuo nos indicadores se deve principalmente a uma queda nas receitas no período. No quarto trimestre, a receita líquida da Enauta foi de R$ 186,9 milhões, queda de 52,8% sobre a marca apresentada um ano antes. Em 2020, as receitas somaram R$ 945,4 milhões, queda de 15% na comparação anual.

Veja ENAT3 na Bolsa:

  • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Leia mais