A mineradora Vale (VALE3) informou nesta sexta-feira (27) que recebeu a Licença de Instalação para retorno e ampliação das operações em Serra Leste, em Curionópolis (PA), paralisadas desde janeiro de 2019, depois de ter atingido o limite da área até então licenciada para a extração do minério de ferro.

Segundo a companhia, nas próximas semanas serão realizadas manutenções para a retomada segura das operações em dezembro.

Vale (VALE3) obtém licença para retomada e expansão de Serra Leste, no Pará

VALE3: Serra Leste

De acordo com a Reuters, Serra Leste, com capacidade de 6 milhões de toneladas ao ano de minério de ferro, tem expectativa de produção de cerca de 4-5 milhões de toneladas 2021, atingindo sua plena capacidade em 2022, seguindo o “ramp-up” programado das atividades de retomada.

“O projeto de expansão, que consiste na adaptação e repotencialização da usina existente, permitirá a ampliação da capacidade para 10 Mpta (milhões de toneladas/ano), com ‘start-up’ previsto para o primeiro semestre de 2023”, disse a Vale.

“O retorno de Serra Leste é mais um passo na estabilização de produção de minério de ferro e no caminho para o retorno da capacidade produtiva de 400 milhões de toneladas”, afirmou a nota.

Em outubro, o CEO da Vale, Eduardo Bartolomeo, apontou que a meta de produzir a um ritmo de 400 milhões de toneladas ao ano poderia ser atingida até o final de 2022 ou início de 2023.

Bio

Vale é uma mineradora multinacional brasileira e uma das maiores operadoras de logística do país. É uma das maiores empresas de mineração do mundo e também a maior produtora de minério de ferro, de pelotas e de níquel. A empresa também produz manganês, ferroliga, cobre, bauxita, potássio, caulim, alumina e alumínio.

Veja VALE3 na Bolsa:

https://youtu.be/DKr6qFXozak
Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: