Usiminas (USIM5) reporta lucro líquido de R$1,9 bi no 4º tri

A Usiminas (USIM5) reportou nesta sexta-feira (12) lucro líquido de R$ 1,913 bilhão no quarto trimestre, um salto em relação aos R$ 268 milhões registrados no mesmo período do ano anterior, em meio a aumento de preços e recuperação do mercado doméstico levando a uma receita recorde.

Segundo a Reuters, o resultado operacional medido pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado somou R$ 1,607 bilhão, maior desde 2008 e mais do que triplicando na comparação ano a ano. A margem Ebitda ajustado ficou em 29%, de 12% um ano antes.

Usiminas (USIM5) põe sede em Belo Horizonte à venda

Usiminas

Os números superaram as projeções de analistas, conforme média das estimativas compiladas pela Refinitiv, que apontava lucro de R$ 554,6 milhões e Ebitda de R$ 1,06 bilhão.

A receita líquida totalizou R$ 5,474 bilhões de outubro a dezembro, a maior resultado trimestral da história da companhia, equivalente a uma elevação de 41% frente ao mesmo período do ano anterior.

Aço

As vendas de aço cresceram 12%, para 1,133 milhão de toneladas, maior número desde o quarto trimestre de 2015, volume que a companhia espera manter no primeiro trimestre deste ano, quando prevê vendas de aço entre 1,1 bilhão e 1,2 bilhão de toneladas.

O volume de vendas de minério de ferros, por sua vez, caiu 9%, para 2,275 milhões de toneladas. A empresa não divulgou projeção trimestral para essa linha do balanço, mas para todo o ano de 2021 espera volume de 8,5 bilhões a 9 bilhões de toneladas.

O custo de produto vendido subiu 9% frente ao último trimestre de 2019, para R$ 3,9 bilhões.

A companhia encerrou o quarto trimestre com R$ 4,868 bilhões em caixa e equivalentes de caixa.

A dívida líquida consolidada em 31 de dezembro era de R$ 1,105 bilhão, uma queda de 65% ante o final de dezembro de 2019.

O indicador de dívida líquida/Ebitda encerrou o trimestre em 0,3 vez, de 1,6 vez um ano antes.

Guidance

A Usiminas estimou investimentos totais de R$ 1,5 bilhão neste ano, acima do capex de 2020, de R$ 799 milhões, sendo a maior parte, de R$ 1,2 bilhão, na unidade de siderurgia, que no ano passado recebeu R$ 576 milhões.

A companhia também estimou despesas financeiras líquidas de R$ 300 milhões para 2021, abaixo dos R$ 580,6 milhões de 2020.

Veja USIM5 na Bolsa:

  • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais