Tupy (TUPY3) reporta lucro líquido de R$86 mi no 4º tri, alta de 18,7%

A Tupy (TUPY3) reportou lucro líquido de r$ 886 milhões no quarto trimestre de 2020, alta de 18,7% ante igual período de 2019, conforme relatório encaminhado ao mercado.

De acordo com o documento, no acumulado do ano, porém, a fundição brasileira reverteu o lucro de 2019 e apresentou prejuízo de R$ 76,21 milhões. Segundo o presidente da companhia, Fernando de Rizzo, a perda no ano se deve, principalmente, à queda da demanda de abril a maio de 2020, quando a pandemia teve um impacto maior.

Já a receita líquida da Tupy no último trimestre do ano foi de R$ 1,26 bilhão, alta de 11,6% em relação ao mesmo período de 2019. Em todo ano, a companhia faturou R$ 4,25 bilhões, valor 17,5% inferior ao apurado no exercício anterior.

Tupy (TUPY3) reporta lucro líquido de R$ 86 mi no 4º tri, alta de 18,7%

Tupy: balanço

O lucro antes juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês) também apresentou evolução no último trimestre do ano passado. A indicador passou de R$ 193,88 milhões em 2019 para R$ 224,69 milhões, alta de 15,9%. No ano, o Ebitda da companhia foi de R$ 566,95 milhões, um recuo de 16,9% no comparativo com 2019.

“Podemos perceber que a partir do terceiro trimestre, há uma recuperação da economia e, consequentemente, nas nossas vendas. O quarto trimestre mostra bem essa retomada”, disse Rizzo.

As vendas totais da companhia, considerando o mercado interno e exportações, somaram 111,67 mil toneladas no quarto trimestre, uma queda de 5,8% no comparativo com o mesmo período de 2019. No mercado interno, a companhia entregou 23,4 mil toneladas, um volume 16,1% maior que no quarto trimestre de 2019.

3º tri

No terceiro trimestre, segundo Rizzo, o recuo nas entregas foi de 26% e de abril a junho outros 61%. “A carteira está bem aquecida. É um setor efetivamente global. Exportamos mais do que vendemos no mercado interno e o que observamos é que um indicador importante é o preço das commodities, o que mostra muita atividade econômica no mundo. E, por causa disso, a demanda por produto de bens de capital tende a crescer”, afirmou.

A Tupy, que fabrica cabeçotes e blocos de motores, exportou, no ano passado, 318,62 mil toneladas e 88,27 mil toneladas, no último trimestre. Recuos de 29,6% e 9,4%, respectivamente.

“O pacote americano de estímulos à economia, de US$ 1,9 trilhão, vai ativar o consumo nos EUA e, com isso, as vendas de equipamentos. Isso deve ter continuidade em 2021 e nos próximos anos. Por isso estamos religando equipamentos para aproveitar a oportunidade”, ressaltou o executivo.

Demanda

Segundo ele, a Tupy para se adequar à demanda no auge da pandemia teve que diminuir a produção em suas unidades no Brasil e no México. “No ano passado, concentramos a operação, mas as vendas nos trimestres têm se superado e continuam avançando neste ano.”

Em função dessa melhora contínua da demanda, Rizzo acrescentou que a companhia irá investir R$ 250 milhões, neste ano, em aumento de produtividade, pequenas expansões e em segurança de trabalho. Parte desse valor foi postergado dos aportes previstos para 2020.

O executivo ressaltou que do total estimado para o ano passado foram adiados de R$ 90 milhões a R$ 100 milhões. “Voltamos ao patamar de 2019. Em 2020, investimos R$ 136 milhões, parte em eficiência da operação.”

Veja TUPY3 na Bolsa:

  • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Leia mais