Taesa (TAEE11) encerra contrato de monitoramento de risco de crédito com Standard & Poor’s

A Taesa – Transmissora Aliança de Energia Elétrica S.A. (TAEE11) comunicou na sexta-feira (8) que encerrou contrato de classificação e monitoramento de risco de crédito em escala nacional e global com a Standard & Poor’s Ratings Services (“S&P”), cujas classificações de risco corporativo eram ‘brAAA/brA-1+’ e ‘BB-‘ em escala nacional e global, respectivamente, com perspectiva estável.

De acordo com a empresa, cabe mencionar que os atuais instrumentos de dívida emitidos pela companhia não possuem classificação de risco atribuída pela S&P.

Isso porque a Taesa mantém os contratos de classificação e monitoramento de risco de crédito da Companhia e de suas emissões de dívida com a Fitch Ratings Brasil Ltda. (“Fitch Ratings”) e a Moody’s América Latina Ltda. (“Moody’s”), cujos ratings atualmente atribuídos são: Fitch Ratings: ‘AAA(bra)’ referente ao rating nacional de longo prazo com perspectiva estável e ‘BB’ e ‘BBB-’ referentes aos IDRs de longo prazo em moedas estrangeira e local com perspectiva negativa; e Moody’s: ‘Aaa.br’ referente ao rating em escala nacional e ‘Ba1’ referente ao rating em escala global, ambos com perspectiva estável.

Taesa (TAEE111) anuncia André Moreira como novo diretor-presidente

A empresa

Taesa é uma das maiores empresas brasileiras de transmissão de energia elétrica. Suas ações majoritariamente pertencem a CEMIG e a segunda maior acionista é a empresa Interconexion Eléctrica, com base em Bogotá, Colômbia. A empresa opera cerca de dez mil quilômetros de linhas de transmissão em 18 estados Brasileiros.

Taesa (TAEE11) encerra contrato monitoramento de risco de crédito com Standard & Poor’s

Aditamento

Em 19 de dezembro a companhia informou que os acionistas controladores da transmissora de energia, Cemig (CMIG4) e ISA Investimentos e Participações do Brasil, assinaram o 4º Aditamento ao Acordo de Acionistas.

Conforme o documento, a alteração no Estatuto Social é relativa à composição do Conselho de Administração da Taesa e à mudança da alçada na aprovação de associação da empresa e/ou suas controladas com outras sociedades.

O aditivo também adequa o texto sobre aprovação de matérias com quórum qualificado, esclarecimentos a respeito do processo de headhunting para reeleição e criação de Diretoria, e exclusão de cláusula alusiva a destituição de membro da Diretoria da Companhia.

Veja TAEE11 na Bolsa:

  • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais