SoftBank anuncia investimento de US$ 3 bilhões em novo fundo para startups da América Latina

Novo aporte vêm após resultados positivos do primeiro fundo de investimentos na região

Nesta terça-feira (14), a multinacional japonesa SoftBank anunciou o lançamento de um novo fundo de investimento, o SoftBank Latin American Fund II. A aplicação vai apostar em startups da América Latina.

Após aportar U$ 5 bilhões através do SoftBank Latin America Fund, a maior gestora de fundos de venture capital do mundo irá investir mais U$ 3 bilhões com o segundo fundo.

SoftBank na América Latina

Em março de 2019, a SoftBank realizou grandes investimentos por meio do SoftBank Latin America Fund, que investiu em 48 empresas, sendo 15 unicórnios latino-americanos. Por exemplo, as brasileiras Rappi, Quinto Andar, Mercado Bitcoin, Gympass e Madeira Madeira.

Desse modo, os aportes da companhia surtiram bons resultados nas fintechs do mercado latino-americano. Posto que, atualmente, essas empresas estão avaliadas em U$ 6,9 bilhões após um montante de U$ 3,5 bilhões.

De acordo com o presidente do SoftBank Group, a América Latina é uma das localidades econômicas mais importantes do mundo. Assim, a multinacional japonesa pretende investir em tecnologia, para assim, beneficiar milhares de pessoas.

Logo, a América Latina é o foco principal do plano estratégico da empresa, portanto, a empresa irá dobrar seus investimentos e compromisso na área. Além disso, eles acreditam que se encontram em um momento de grandes oportunidades de negócios.

Imagem divulgação SoftBank

Novo fundo de investimento

Em virtude dos bons resultados da criação do primeiro fundo, que superou as expectativas, a multinacional de telecomunicações decidiu criar um novo fundo de investimentos em startups da América Latina, o SoftBank Latin American Fund II.

A princípio, o novo fundo não possui preferência setorial e o montante de investimentos nas startups de tecnologias pode acontecer desde a fase inicial da empresa até se transformar em startups públicas.

De acordo com SoftBank, o novo fundo procura reconhecer quais são as startups que de fato utilizam tecnologias, Inteligência Artificial e que se centralizam no comércio eletrônico, serviços financeiros digitais, saúde, educação, blockchain e softwares corporativos.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais