A Fohat se une à R3, empresa de software corporativo, na criação da primeira rede comercial privada de blockchain do Brasil que vai prover infraestrutura para conectar o setor de Energia ao setor Financeiro (instituições financeiras, bancos e seguradoras).

Essa rede blockchain permitirá que a startup curitibana de energy intelligence conclua a entrega da plataforma eFinchain, destinada às instituições financeiras que têm interesse em operar serviços financeiros ao Mercado Livre de Energia, que está em ritmo acelerado de expansão no país.

Fintechs

Energy intelligence

A Fohat já está trabalhando em uma solução de energy intelligence voltada ao ambiente de comercialização em balcão organizado, numa parceria com a AES Brasil. Juntas, essas duas soluções, permitirão um ambiente mais seguro para as operações de contratos derivativos de energia.

O contrato assinado entre as empresas, nesse mês de novembro, prevê que a tecnologia Corda Enterprise seja a base de arquitetura tecnológica blockchain do projeto que a Fohat vem desenvolvendo da eFinchain.

“O Corda Enterprise permitirá que a plataforma da Fohat possa oferecer uma rede de serviços e infraestrutura para conectar os setores de energia ao financeiro dentro do contexto de outros projetos que eles estão envolvidos. Esta plataforma comum criará um ambiente distribuído onde os participantes poderão trocar informações com criptografia, controle de acesso e preservação da privacidade dos dados”, explica Keiji Sakai, country manager da R3 no Brasil.

Conexão

Para o CEO da Fohat, Igor Ferreira, a R3 representa a credibilidade institucional junto aos bancos e agentes financeiros para o projeto liderado pela sua empresa, que conectará os dois setores que poderão alavancar o Mercado Livre de Energia nacional.

“A escolha do Corda Enterprise se deve ao nível de excelência desse produto nas várias aplicações voltadas ao setor financeiro que estamos acompanhando no mundo, ao longo de 2019 e 2020. E, sobretudo, é uma honra ter a R3, a maior referência global do setor de tecnologia voltado ao universo financeiro”, ressalta Ferreira.

A R3, cuja sede mundial fica em Nova York, conta com mais de 300 entidades em seu ecossistema, entre bancos, seguradoras, corporações, empresas reguladoras de todo o mundo, entre as quais estão os brasileiros B3, Bradesco, Itaú e os estrangeiros ING, Sumitomo Mitsui Banking Corporation e BNP Paribas.

https://youtu.be/_W4X1Sr7kdE
Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: