O PIX, app do governo para transferências eletrônicas de dinheiro, permitirá que redes varejistas implementem o crediário no e-commerce.

A afirmação é do CEO do Meu Crediário, Jeison Schneider, para quem o novo meio de pagamento criado pelo Banco Central (BC) pode finalmente facilitar a vida de consumidores que não dispõem de cartão de crédito e desejam parcelar compras no ambiente digital.

“O app também será muito benéfico para o controle da inadimplência, já que as marcas poderão cobrar eventuais atrasos dos clientes e conseguir o acerto via PIX”, disse.

PIX: as 10 maiores dúvidas sobre o novo sistema de pagamentos do governo

Instituição financeira

Segundo ele, todas as pessoas que possuem vínculo com alguma instituição financeira já se depararam com propagandas sobre o PIX, que será lançado oficialmente no dia 16 de novembro.

“A solução permitirá a transferência de dinheiro e a realização de pagamentos para pessoas físicas e empresas em até dez segundos, 24 horas por dia, incluindo fins de semana e feriados”, frisou.

E disse mais: “por conta dessa maior facilidade, a novidade também deve alterar a dinâmica do varejo nacional, com lojas podendo incluir a possibilidade dos clientes comprarem via crediário no próprio e-commerce.”

e-Commerce

De acordo com o especialista, nos últimos anos, algumas marcas já vinham sinalizando a intenção de implementar essa possibilidade no ambiente digital.

“Hoje, geralmente as compras só podem ser feitas por cartão de crédito ou boleto bancário. Certamente, o PIX é o empurrão que faltava para que o crediário também possa ser disponibilizado aos clientes em suas compras nas lojas virtuais”, ressaltou.

Para ele, a ação é essencial para a sustentabilidade das redes no futuro, uma vez que o PIX tende a diminuir a frequência dos clientes na loja, já que os pagamentos do crediário poderão ser efetuados a distância pelo smartphone.

“Por isso, para manter e até mesmo aumentar o número de vendas na modalidade, será essencial que as marcas incluam o crediário digital em seus modelos de negócios”, explicou.

Fidelização

De acordo com Schneider, o PIX também será uma ótima ferramenta para as redes varejistas avançarem o plano de fidelização junto aos consumidores que tendem continuar preferindo ir até a loja física.

“Para atrair essa clientela, os lojistas devem investir mais do que nunca em ideias criativas, levando a loja para dentro das suas casas. Algumas ações promocionais, por meio de mensagem no celular, como a concessão de brinde no ato do pagamento da parcela ou cupons de desconto com validade de 30 dias podem ser interessantes para incentivar o público a comparecer na loja”, elencou.

Inadimplência

Outro ponto abordado pelo executivo é quanto a inadimplência. Para ele, as redes varejistas terão muito mais tranquilidade para fazer a cobrança de eventuais atrasos, já que o consumidor terá a opção de realizar o pagamento a qualquer momento, sem a necessidade de ir à loja.

“Com isso, o velho chavão ‘passo amanhã para acertar’ feito por uma parcela dos clientes deve diminuir de forma considerável”, destacou.

https://www.youtube.com/watch?v=rg9Vsukw5V8&t=563s
Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: