Petrobras (PETR4) negocia arrendamento da TermoCamaçari com Unigel

A Petrobras (PETR4) informou na terça-feira (16) que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou a revogação da outorga da usina termelétrica TermoCamaçari, na Bahia, e que está negociando o arrendamento da unidade com a Proquigel Química, empresa integrante do Grupo Unigel.

A Reuters havia noticiado na véspera o início do processo da estatal junto à Aneel para desativação da termelétrica à gás e vapor, que passou a ser vista como inviável pela petroleira.

“A companhia já vinha buscando alternativas para a termelétrica, como a venda de participação da unidade no âmbito da aliança estratégica firmada com a Total S.A. em dezembro de 2016, mas que não foi concluída”, disse a Petrobras em comunicado publicado nesta terça.

Petrobras (PETR4) inicia a venda de unidade de fertilizante no Paraná

Petrobras

A empresa afirmou ainda que desde 2018 a TermoCamaçari não possui contrato fixo de comercialização de energia, apesar de “esforços na busca de contratos”. A instalaçao conta com capacidade instalada de 120 megawatts.

Segundo a Petrobras, o arrendamento da usina está alinhado à estratégia da empresa no segmento de gás e energia, com foco na comercialização do gás próprio e em um portfólio termoelétrico para autoconsumo.

A Proquigel, com quem a Petrobras negocia o arrendamento da unidade, já arrendou as fábricas de fertilizantes nitrogenados da estatal nos Estados da Bahia e Sergipe. A Unigel, que controla a companhia, é a maior produtora nacional de sulfato de amônia.

A empresa

A Unigel é a segunda maior petroquímica do país. A multinacional brasileira nasceu em 1966, pela mente inventiva dos engenheiros químicos e fundadores Henri Slezynger e Edgardo Menghini, que, com um espírito empreendedor, ampliaram os negócios da companhia por meio de aquisições, incorporações e fusões.

Veja PETR4 na Bolsa:

Petrobras (PETR4): justiça extingue ação de hipoteca judiciária da Previ
Petrobras (PETR4): justiça extingue ação de hipoteca judiciária da Previ
  • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais