A Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil realizou a sexta edição da pesquisa “Impactos da pandemia no cenário nacional” que realiza entre empresas associadas desde o início do distanciamento social causado pela pandemia.

Os resultados apurados em setembro apontam sinais de boa recuperação das atividades econômicas em vários setores da economia.

Pesquisa demonstra reação positiva de empresas nacionais frente à crise

Sinal

O primeiro sinal se revela na questão que mede a queda do faturamento das empresas. Em abril deste ano, 85% das empresas que responderam à pesquisa afirmaram que sentiam considerável redução.

Já em setembro, o porcentual caiu para 54%, embora represente ainda mais da metade de empresas que sentem forte impacto.

Pesquisa demonstra reação positiva de empresas nacionais frente à crise

Outra ponta

Na outra ponta da avaliação, 36% das empresas afirmaram ter seu faturamento ampliado entre abril e setembro.

Na primeira edição esse número era de 8%. Cerca de 11% informam não terem sofrido alterações de faturamento nos últimos 30 dias.

Da mesma forma que o faturamento, as operações das empresas têm boa reação com o passar dos meses.

O número de empresas com redução maior de 20% nas atividades caiu de 63% na primeira edição para 40% em julho e 34% em setembro.

Pesquisa demonstra reação positiva de empresas nacionais frente à crise

Serviços

Entre outros itens consultados, a contratação de serviços também foi um parâmetro para medir desempenho.

Hoje, 34% das empresas afirmam que tiveram de reduzir a contratação contra 48% em abril. Já a intenção em renegociar contratos caiu de 42% para 25%.

“Nossa pesquisa pretende levantar as dificuldades do empresariado e propor alternativas para enfrentar a crise”, afirma Virginia Vaamonde, CEO da entidade.

Essa ação se reflete na parte da pesquisa que mede as ações emergenciais adotadas pelas empresas.

Nos últimos 30 dias, 23% delas não realizaram nenhuma atividade emergencial. Economizar em serviços essenciais e reduzir ou remanejar funcionários têm sido as ações mais comuns entre as empresas.

Pesquisa demonstra reação positiva de empresas nacionais frente à crise

Empresas: pagamento

Outro resultado demonstra que o adiamento de pagamento a fornecedores caiu de 48% na primeira edição para 24% agora.

Outra movimentação foi o replanejamento de pagamentos, que no início da pandemia tinha sido adotado por 59% das empresas e no último mês, passou para 26%.

Pode-se destacar também as vendas pelos meios digitais, que continuam em alta. A adoção de marketplaces e e-commerce para atingir o consumidor saltou de 14% na primeira edição para 30% na sexta.

A mesma tendência pode ser observada para redes sociais e varejos online. Importante destacar que apenas 2% das empresas afirmaram não estar conseguindo vender seus produtos, sendo que em abril eram 34%.

A associação

A Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil, é uma organização multissetorial sem fins lucrativos que representa nacionalmente a GS1 Global.

Em todo o mundo, a GS1 é responsável pelo padrão global de identificação de produtos e serviços (Código de Barras e EPC/RFID) e comunicação (EDI e GDSN) na cadeia de suprimentos.

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: