Pague Menos (PGMN3) fecha parceria com prefeitura de SP e inicia vacinação contra covid

A rede de farmácias Pague Menos (PGMN3) fechou uma parceria com a prefeitura de São Paulo e iniciou na última sexta (26) a vacinação gratuita contra a covid-19 em sua unidade no bairro do Ipiranga. A partir desta segunda-feira (29), a farmácia localizada na Chácara Santo Antônio também realizará a vacinação.

De acordo com o Estadão, as duas lojas funcionarão como uma extensão das Unidades Básicas de Saúde (UBS) de cada região, com as doses disponibilizadas pelo município sendo aplicadas pelos agentes das próprias UBSs, entre 8h e 17h, de segunda a sexta.

Grâ-Bretanha aprova vacina da Pfizer; ações mundiais param após progresso do medicamento

Pague Menos

A vacinação seguirá o calendário da prefeitura da capital paulista, que passa a imunizar idosos com 69 anos ou mais a partir de hoje, e outros grupos prioritários, como profissionais de saúde acima de 53 anos, a partir de segunda-feira.

Segundo a empresa, a Pague Menos conta com estrutura para oferecer esse suporte, aproveitando a experiência em campanhas de vacinação contra a gripe na realização dos testes rápidos de covid-19. Além disso, os colaboradores da rede auxiliarão os agentes de saúde por meio de cadastros das pessoas que serão vacinadas e organização das filas.

“Imunizar a população é essencial para que possamos vencer essa crise, e aumentar o acesso e agilidade desse processo é muito importante”, diz Albery Dias, Diretor de Serviços Farmacêuticos da empresa. “Com nossa capilaridade, estamos prontos para oferecer o auxílio que pudermos nesse momento crucial. Seguimos à disposição de governos municipais, estaduais e federal para apoiá-los em suas campanhas de vacinação.”

Pague Menos: shoppings

Com o fechamento de shoppings e menor fluxo de pessoas nas lojas de rua, devido às restrições adotadas para conter a pandemia, a rede de farmácias Pague Menos dobrou as vendas por canais digitais a partir do segundo trimestre de 2020. No quarto trimestre a companhia registrou um crescimento de 159% do digital, em comparação com o mesmo período de 2019.

No primeiro trimestre do ano passado, as vendas online representavam 2,7% das vendas totais da companhia. Esse percentual saltou para 5,3% nos dois trimestre seguintes e recuou para 5,2% no quarto trimestre. Para efeito de comparação, no quarto trimestre de 2019, as vendas por canais digitais haviam representado 2,3% das vendas.

Segundo dados da apresentação institucional da companhia, divulgada nesta quarta-feira, 17, as regiões Sudeste e Sul foram as que representaram maior parte das vendas online no quarto trimestre, com 11,9% e 10,5%, respectivamente. Em seguida aparecem o Centro-Oeste (5,3%), Nordeste (4,0%) e Norte (2,2%).

Mudança de patamar

Nas palavras de Mário Queirós, diretor-presidente da Pague Menos, a empresa “mudou o patamar” de seus canais digitais em 2020.

“Implementamos, com a agilidade exigida pelo momento, importantes avanços em nossa plataforma omnichannel. Disponibilizamos o Clique&Retire em todas as nossas lojas, lançamos serviços inovadores como o Prateleira Infinita, Assinatura Programada e retirada em Lockers e reforçamos nossa infraestrutura tecnológica para suportar nossas operações de e-commerce. Como resultado de todos esses avanços”, disse na mensagem aos acionistas, publicada na divulgação de resultados do quarto trimestre de 2020, no último dia 3 de março.

Veja PGMN3 na Bolsa:

  • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais