Oi (OIBR3) reporta geração de caixa operacional das recuperandas negativo em R$250 mi em dezembro

A Oi (OIBR3, OIBR4), companhia em recuperação judicial, teve uma geração de caixa operacional líquida das recuperandas negativa em R$ 250 milhões em dezembro de 2020.

De acordo com relatório encaminhado ao mercado, em novembro do ano passado o resultado foi negativo em R$ 509 milhões.

Oi (OIBR3): assembleia geral será amanhã, conforme manutenção da Justiça

Oi: comparação

Segundo o documento, na comparação com o mês de novembro, os recebimentos registraram aumento de R$ 111 milhões, atingindo o patamar de R$ 2,441 bilhões, enquanto as saídas de caixa com pagamentos e investimentos reduziram em R$ 148 milhões, totalizando R$ 2,691 bilhões.

Já as demais movimentações das recuperandas, que incluem as operações financeiras, representaram saída de caixa de R$ 144 milhões em dezembro.

Variação

Dessa forma, a variação do saldo final do caixa financeiro das recuperandas foi negativa em R$ 394 milhões em dezembro/20, resultando em montante de R$ 3,9 bilhões, redução de 9,0% em relação ao mês anterior.

As recuperandas registraram pagamentos de investimentos de R$ 525 milhões em dezembro, aumento de 13,5% em relação ao mês anterior, quando houve saída de caixa com investimentos de R$ 463 milhões.

  • Só clique aqui se já for investidor

Investimentos

Os investimentos relacionados à Oi Móvel apresentaram redução de R$ 8 milhões, totalizando R$ 255 milhões em dezembro.

Na Telemar houve aumento de R$ 71 milhões, totalizando R$ 216 milhões, enquanto os Investimentos na Oi reduziram de R$ 55 milhões em novembro/20 para R$ 54 milhões em dezembro/20.

A Oi pretende divulgar os resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020 no dia 25 de março.

Procon

O Procon-SP notificou as operadoras de telefonia Claro, Oi, Tim e Vivo e a empresa de segurança digital Psafe para darem informações sobre o suposto vazamento de dados de mais de 100 milhões de celulares.

As teles deverão confirmar se houve o vazamento de dados pessoais de suas bases e, em caso positivo, explicar os motivos do incidente, detalhar quais as medidas tomadas para contê-lo e informar o que farão para reparar os danos causados pelo incidente e evitar que a falha aconteça novamente.

Psafe

Já a Psafe, que confirmou o vazamento de contas na dark web, deverá explicar como foi informada e o que a motivou a torná-lo público.

A empresa de cibersegurança havia informado que foi contatada por um hacker que se encontra fora do Brasil e está vendendo os dados vazados. O Procon-SP quer que a Psafe esclareça como se deu o contato com o hacker que noticiou o vazamento; quais informações foram vazadas; e se o vazamento se deu apenas no ambiente conhecido como dark web.

Veja OIBR3 na Bolsa:

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Leia mais