Oi (OIBR3) muda nome da InfraCo para V.tal e anuncia possível IPO da empresa de fibra óptica

A Oi deixou claro a intenção de abertura de um IPO na Bolsa de Valores (B3)

Nesta quinta-feira (5), a Oi (OIBR3) anunciou que sua empresa de fibra ótica terá um novo nome. Dessa forma, a antiga InfraCo passa a se chamar V.tal.

Além disso, a companhia deixou claro a intenção de abertura de um IPO (oferta pública inicial) na Bolsa de Valores (B3). A V.tal conta com um investimento de R$ 30 bilhões até 2025. Através desse aporte, uma nova estrutura de controle já está garantida.

Portanto, a V.tal será a maior empresa em infraestrutura de fibra ótica do Brasil. Com mais de 400 mil km, ela é pioneira em uma rede capilar robusta, assim como uma atuação nacional.

Em suma, parte da rede de fibra recentemente passou por um leilão, no qual o banco BTG Pactual levou 57,9% dos ativos. Porém, agora renasce com uma infraestrutura forte o suficiente para aderir às principais operadoras de telecomunicações do país.

IPO da V.tal

Em entrevista, o CEO da Oi, Rodrigo Abreu, deixou claro que os planos da empresa é se lançar na B3, através do IPO. No entanto, a possibilidade ainda está em análise e vai depender dos acionistas maioritário, e dos fundos geridos pelo BTG.

De acordo com Abreu, há um caminho amplo para crescimento e expansão para a unidade de fibra ótica da Oi no Brasil, justamente por isso que um IPO será viável para a companhia.

“O Brasil tem aproximadamente 90 milhões que utilizam fibra ótica. Entre eles, domicílios e pequenos negócios. Desses, aproximadamente 15% a 18% são conectados. Isso mostra que tem uma grande oportunidade no país”, afirma.

“A V.tal entrou nesse ecossistema para viabilizar a expansão dessa infraestrutura de fibra com ultra-banda-larga mas também com a entrada do 5G para todo país, haja visto essa oportunidade. Tem espaço para operação regional, tem espaço para operação nacional e a V.tal entra no ecossistema para complementar e viabilizar essa expansão mais acelerada seja para operadoras ou para provedores regionais”, completou Abreu.

Oi (OIBR3) muda nome da InfraCo para V.tal e anuncia possível IPO da nova empresa de fibra óptica
Oi muda nome da InfraCo, empresa de fibra óptica, para V.tal

Antiga InfraCo tem BTG como acionista majoritário

O leilão da antiga InfraCo, realizado pela Oi (OIBR3 e OIBR4), aconteceu no início de julho e não teve concorrência. Assim, a venda de 57,9% ao BTG Pactual (BPAC11) custou um valor de R$ 12,9 bilhões.

Apenas a proposta dos fundos em conjunto com a Globonet Cabos Submarinos foi apresentada, como já era esperado.

Os recursos oferecidos no acordo eram fundamentais para a Oi. Isso porque, esse dinheiro era esperado para o pagamento das dívidas da empresa, assim como investimentos em expansão e crescimento.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais