Março começa com alívio para as bolsas mundiais, diz BTG Pactual

Março começa com alívio para as bolsas mundiais em meio à queda do rendimento dos títulos do Tesouro dos EUA, grande fonte de preocupação dos investidores na última semana. No Brasil, foco segue na votação da PEC emergencial, que cria mecanismos para a retomada do auxílio.

Já o Ibovespa Futuros abriu em forte alta, seguindo o maior apetite por risco no exterior, mas de olho nas incertezas em torno do avanço da pandemia no país e de discussões no Congresso sobre o Orçamento e o auxílio emergencial.

Bolsas: investidores

Os investidores acompanham também possíveis desdobramentos na equipe econômica do governo após a confusão envolvendo a troca de comando da Petrobras (PETR4).

Perto das 09h11, os futuros do Ibovespa subiam 1,51%. Lá fora (bolsas), a queda do rendimento dos títulos da dívida americana ajuda o interesse por ativos considerados de risco, impulsionando os futuros americanos, os preços das commodities e as moedas ligadas a elas, como o rand sul-africano e o peso mexicano, pares do real.

Bolsas: notícias

A revista Veja publicou na última sexta-feira à noite (26) trechos de uma conversa que teria acontecido entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, após o anúncio, pelo Planalto, da indicação do general Joaquim Silva e Luna para o comando da Petrobras na semana anterior.

Segundo a reportagem, o ministro teria confrontado Bolsonaro, mencionando que o presidente estaria descumprindo o prometido e entrando na política econômica ao “fuzilar” o ainda presidente da estatal, Roberto Castello Branco.

Enquanto isso, os casos de Covid-19 seguem disparando, com o maior número médio de infecções diárias desde o início da pandemia e 17 capitais brasileiras com taxa acima de 80% na ocupação dos leitos de UTI do SUS. Especialistas na área da saúde afirmaram aos maiores jornais do país que há um temor crescente de que o sistema de saúde entre em colapso por conta do número de internações.

A Folha de S. Paulo menciona o aumento no número de casos graves entre pacientes mais jovens, de 30 a 50 anos, que têm demandado mais dias de terapia intensiva do que no início da pandemia.

Agora há pouco, o boletim Focus elevou a previsão do IPCA para 2021 de 3,82% na última semana para 3,87%, vendo agora o câmbio a R$ 5,10 no final do ano.

Empresas

  • Hapvida (HAPV3) e Intermédica – As duas maiores operadoras de planos de saúde do país concluíram na noite de sábado o acordo de fusão que, aos números de sexta-feira, cria a 11ª maior empresa da B3 (SA:B3SA3), segundo o Valor Econômico.
  • Hypera – A farmacêutica Hypera Pharma (HYPE3) registrou lucro líquido de R$ 314,9 milhões no quarto trimestre de 2020, alta de 31,9% em relação ao mesmo período de 2019. Em todo o ano, a empresa somou lucro total de R$ 1,295 bilhão, crescimento de 11,3% na comparação com o ano anterior.
  • Santos Brasil (STBP3) – O presidente da Santos Brasil, Antônio Carlos Sepúlveda, disse ao Valor que a empresa se prepara para o leilão de quatro terminais de granéis líquidos no Porto de Itaqui, no Maranhão, no início de abril.
  • IMC – A International Meal Company (MEAL3) informa que a 2ª Vara Empresarial e Conflitos de Arbitragem da Comarca de São Paulo indeferiu, no âmbito de uma ação cautelar, pedidos da rede de fast food KFC para revogar a exclusividade da KSR Master Franquia, subsidiária da IMC, na condução das operações no Brasil.
  • Ford – A decisão da Ford (NYSE:F) (FDMO34) de deixar de produzir carros no Brasil e passar a ser apenas importadora de modelos premium, anunciada em janeiro, vai despejar no mercado ao menos 160 concessionárias que fecharão as portas ou vão tentar migrar para outras marcas.
  • CCR (CCRO3) – A CCR divulgou o boletim semanal de tráfego nas concessões rodoviárias que administra, além do braço de mobilidade urbana e aeroportos. Nas rodovias, houve um aumento total de 0,5% entre os dias 19 e 25 de fevereiro deste ano, ante o mesmo intervalo de 2020. Sem a concessionária ViaSul, que teve praças implementadas em fevereiro do ano passado, houve alta de 3%.
  • Centauro – O Grupo SBF (CNTO3), dono da rede Centauro, concluiu a aquisição do Grupo NWB, rede de canais digitais responsável pelo canal Desimpedidos no YouTube.
  • Saúde – Em meio à alta na demanda por serviços de saúde, a escalada nos preços dos planos privados e o aperto na renda em meio à pandemia de Covid-19, as empresas do setor têm criado opções de baixo custo para tentar ampliar a cobertura e chegar a quem não tem condições de bancar os valores de um contrato tradicional. Segundo especialistas, o movimento suscita atenção dos consumidores, pois pode envolver produtos com uma oferta limitada de serviços. (Com Agências).
  • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Leia mais