Lucro da Porto Seguro (PSSA3) sobe 10,3%; Banco ABC (ABCB4) cai 34,1%

A Porto Seguro (PSSA3) reportou alta de 10,3% no lucro líquido do terceiro trimestre de 2020 ao atingir R$ 409 milhões, conforme documento encaminhado ao mercado nesta segunda-feira (8).

De acordo com a empresa, a receita total da companhia também subiu, com o total de R$ 5,3 bilhões ante os R$ 4,9 bilhões do mesmo período de 2019.

Já o fluxo de caixa líquido da companhia se valorizou no período, passando de R$ 1,6 bilhão em 2019 para R$ 1,9 bilhão no final de 2020.

Porto Seguro (PSSA3): Planner recomenda compra com preço-alvo em R$ 65

Prêmios

O número de prêmios emitidos subiu 8,5% no trimestre, totalizando R$ 4,5 bilhões.

“A Porto Seguro segue confiante na robustez de suas operações e bem posicionada em sua trajetória de crescimento e de entrega de resultados consistentes, através de iniciativas que permitirão dar continuidade à ampliação de sua base de clientes, aumento dos ganhos de eficiência operacional, avanço no processo de transformação digital, aprofundamento das práticas ASG e aperfeiçoamento dos modelos de negócio para aproveitar as diversas oportunidades que o mercado oferece”, afirmou a empresa.

Veja PSSA3 na Bolsa:

Banco ABC Brasil

O lucro líquido recorrente do Banco ABC Brasil (ABCB4) recuou 34,1% em 2020, na comparação com 2019, e somou R$ 322,1 milhões. O resultado foi prejudicado, sobretudo, pela disparada de 152% nas despesas com provisões, que passaram de R$ 122 milhões para R$ 307,4 milhões.

A conta inclui as provisões para devedores duvidosos, provisões para desvalorização de títulos e para recuperação de crédito. No relatório da administração que acompanha as demonstrações, o ABC Brasil atribuiu o forte aumento a uma gestão “conservadora’ da carteira de crédito, diante da pandemia de coronavírus.

A margem financeira, que representa as receitas do ABC Brasil com operações de crédito a aplicações financeiras, subiu 14,4%, para R$ 1,1 bilhão. Nessa rubrica, a Selic no menor patamar da história derrubou o patrimônio líquido remunerado pelo CDI em 54,5%.

Já a margem financeira com clientes cresceu 33,8%, refletindo o aumento das concessões de crédito. A carteira de crédito expandida aumentou 14,4% e somou R$ 30,1 bilhões, puxada pelo avanço de 22% nos empréstimos a empresas, que totalizaram R$ 17,2 bilhões.

Guidance

O ABC Brasil aproveitou para divulgar as metas (guidance) de 2021. O banco espera um crescimento entre 12% e 16% na carteira de crédito expandida.

O esforço será concentrado no segmento de empréstimos para médias empresas. A meta é de uma expansão de 45% a 55% nesse mercado.

Veja ABCB4 na Bolsa:

  • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais