Joe Biden doará 500 milhões de doses da vacina contra covid-19 a vários países

Segundo Washington Post, 200 milhões de doses da vacina da Pfizer serão entregues ainda neste ano

Joe Biden, atual presidente dos Estados Unidos, providenciou a compra de 500 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 da Pfizer, com o objetivo de doar todas a outros países, de acordo com o The Washington Post. 

Espera-se que Biden informe o plano no encontro do G7, realizado no Reino Unido, esta semana. Nesta quarta (8), o presidente norte-americano declarou a alguns repórteres que dentro dos próximos dias anunciaria uma estratégia global de vacinação.

Como vai funcionar?

De acordo com informações do The New York Times, os primeiros 200 milhões de doses da vacina, compradas a preço de custo da Pfizer, seriam distribuídas ainda em 2021. Os 300 milhões restantes seriam entregues até a metade do ano que vem.

Entretanto, as vacinas doadas seriam destinadas a 92 países de baixa renda e à União Africana por meio do Covax, iniciativa vinculada à OMS (Organização Mundial da Saúde) para a distribuição de doses a nações subdesenvolvidas. O governo estadunidense e a farmacêutica ainda não comentaram sobre o assunto.

“Reunir as democracias do mundo para resolver esta crise global, com os EUA liderando o caminho para criar um arsenal de vacinas que serão fundamentais em nossa luta global contra a Covid-19”. afirma Jeffrey Zients,  coordenador da resposta ao coronavírus da Casa Branca.

Joe Biden doará 500 milhões de doses de vacina contra a vários países

Imunização mundial

Contudo, outra negociação está em andamento com o  objetivo de comprar um número similar de doses da fabricante Moderna. De acordo com algumas fontes da emissora americana CNBC a farmacêutica ainda não respondeu ao pedido, assim como não comentou sobre o assunto publicamente.

Em suma, essas iniciativas fazem parte dos esforços da gestão de Biden para responder às cobranças por ajuda de alguns países. O programa de imunização é para países que não chegam a ter acesso à quantidade necessária de doses para suas populações.

Entretanto, a numerosa compra feita pelo presidente americano, ainda está distante dos 11 bilhões de doses necessárias para a imunização mundial idealizados pela OMS.

 

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais