Investimentos de curto, médio e longo prazo: descubra qual se encaixa mais com o seu perfil

Existe uma série de investimentos disponíveis no mercado financeiro, como aqueles que oferecem maior ou menor risco de perda

Com a alta da inflação e a crise econômica no país, os investimentos precisam de planejamento e metas estimadas entre meses e anos. Por isso, é fundamental que o investidor compreenda o seu perfil e saiba quais aplicações se enquadram a ele.

Logo, existe uma série de investimentos disponíveis no mercado financeiro. Entre eles, os com maior potencial de lucro e, consequentemente, com maior risco de perda. Assim como, aqueles com menor risco de perda, mas que possuem pouca rentabilidade.

Portanto, confira seguir os diferentes tipos de investimentos:

Curto Prazo 

Em suma, os investimentos a curto prazo são operações com duração de até três meses, comumente, são manifestadas pela alta rentabilidade e liquidez. Logo, é fundamental que esse investimento se baseie em um plano estratégico, alinhando a gestão ao perfil do investidor.

Desse modo, o perfil conservador se enquadra no investimento curto, que prega a preservação de seus recursos, sem tolerância de perdas e riscos.

Seguindo uma estratégia mais ousada, o perfil agressivo ou arrojado é aquele que visa a rentabilidade acima de tudo. Dessa forma, correndo maiores riscos nas aplicações de curto prazo.

Logo, os investimentos mais viáveis para este perfil são: o título público de Tesouro Selic, Letras de Crédito Imobiliárias e Agronegócio  (LCI e LCA) e o Certificado de Depósito Bancário (CDB).

Médio Prazo

No caso dos investimentos a médio prazo, com duração entre 2 a 5 anos de rendimento, é fundamental que o investidor diversifique sua carteira e mantenha o dinheiro investido aproveitando as taxas de juros elevadas.

Como o LCI e LCA, que são títulos de renda fixa, de baixo risco e que não possuem liquidez diária, ligados ao setor imobiliário e ao agronegócio. Além disso, o investimento do Tesouro Direto, que oferece ótimas possibilidades de rendimento em até 5 anos.

Vale destacar que a venda antecipada de investimentos que rendem em anos, a médio prazo, pode representar um grande risco de prejuízo ao investidor.

Outro tipo de aplicação que se enquadra nesse perfil, são os investimentos de fundos multimercado, que estão centralizados com base nos aportes em fundos administrados por terceiros, com o objetivo de seguir a estratégia com exposição de riscos.

Investimentos de curto, médio e longo prazo: descubra qual se encaixa mis com o seu perfil
Investimentos de curto, médio e longo prazo

Longo Prazo

Em suma, aplicações a longo prazo representam uma rentabilidade em um intervalo de mais de 5 anos. O investidor possui mais liberdade de diversificar sua carteira de investimento, entre os três perfis, conservador, moderado e arrojado.

Desse modo, existem quatro opções que se enquadram nesta aplicação. Por exemplo, as ações, para isso, o investidor deve selecionar empresas sólidas, com bom histórico de lucro. Visto que é um investimento de maneira inteligente, acompanhando o rendimento e o balanço da companhia. 

Portanto, o investidor não deve se assustar com as oscilações de curto prazo. Posto que, ocorrem possíveis quedas e perdas, recuperadas a longo prazo. Além disso, os Fundo de Investimentos Imobiliários (FII) também são recomendados, uma vez que investir em diversos imóveis significa diluir os riscos de perda.

Aos investidores que pensam na aposentadoria, o Tesouro Direto é uma boa opção, que garante uma rentabilidade real e detém uma série de prazos de vencimento.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais