As vendas financiadas de veículos em agosto de 2020 somaram 503,6 mil unidades, entre novas e usadas.

Esse número representa um uma queda de 5,4% em relação a agosto de 2019 e engloba veículos novos e usados – incluindo motos, autos leves e pesados – em todo o país.

O maior impacto negativo foi observado nas vendas a crédito de veículos 0km, que tiveram queda de 26,5% entre os autos leves na comparação com agosto de 2019. 

Já as vendas financiadas de autos usados tiveram impacto positivo, com alta de 1,9%, na mesma base de comparação.

Financiamentos de veículos somam 503,6 mil unidades em agosto, redução de 5,4%

Dias úteis

“A queda de 5,4% observada em agosto de 2020 na comparação com o mesmo mês de 2019 foi impactada pela menor quantidade de dias úteis no mês neste ano. Considerando apenas os dias úteis, a redução seria de apenas 0,9% nas vendas a crédito. Nesse comparativo, agosto seria o primeiro mês após o início da pandemia com impactos praticamente neutros em relação ao ano passado”, avalia Tatiana Masumoto Costa, superintendente de Planejamento da B3.

Os números são da B3, que opera o Sistema Nacional de Gravames (SNG), a maior base privada do país, que reúne o cadastro das restrições financeiras de veículos dados como garantia em operações de crédito em todo o Brasil.

Anfavea

Após quatro meses seguidos de crescimento do mercado brasileiro de veículos, que culminou em agosto com o melhor resultado mensal desde março quando a pandemia de coronavírus atingiu o Brasil, a associação dos fabricantes, a Anfavea, já admite que deverá melhorar sua projeção de vendas este ano, que em junho estimou em queda sobre 2019 de 40%, para apenas 1,67 milhão de unidade.

Contudo, o presidente da entidade, Luiz Carlos Moraes, avalia que a recuperação ainda é instável, por isso só no início outubro serão apresentadas as previsões revisadas para vendas domésticas, exportações e produção.

Emplacamentos

Na apresentação de resultados da indústria, Moraes classificou de “número muito bom dada a situação” os emplacamentos de 183,4 mil veículos em agosto, crescimento mais tímido de 5,1% sobre julho e queda ainda acentuada de 24,5% sobre o mesmo mês de 2019.

No acumulado de oito meses de 2020, os 1,16 milhão de licenciamentos estão 35% abaixo de igual período do ano passado.

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: