Equatorial (EQTL3) aprova financiamentos de R$2,1 bi com BNDES para distribuidoras

O conselho de administração da Equatorial Energia (EQTL3) aprovou a celebração pela companhia de dois contratos de financiamento junto ao BNDES no valor total de R$ 2,1 bilhões, em recursos destinados às distribuidoras de eletricidade do grupo no Maranhão e no Pará.

O empréstimo aprovado para a Equatorial Maranhão soma R$ 750,85 milhões, enquanto a Equatorial Pará assinará acordo para crédito de R$ 1,36 bilhão, segundo ata da reunião do conselho que aprovou os negócios, divulgada nesta quarta-feira (16) pela empresa.

Equatorial (EQTL3) reporta lucro líquido superior 3º tri; consumo de energia avança 4,3%

3º trimestre

O lucro líquido da Equatorial Energia Alagoas avançou 267,6% no terceiro trimestre, na comparação com o mesmo período do ano passado, e atingiu R$ 143,5 milhões, segundo balanço divulgado pela companhia na segunda-feira (16). No terceiro trimestre do ano passado, o lucro da empresa havia sido de R$ 39,04 milhões. Em números absolutos, o aumento do lucro corresponde a R$ 104,4 milhões.

No acumulado do ano, o lucro líquido da Equatorial Alagoas soma R$ 214,7 milhões, um aumento de 63,7% em relação ao mesmo período de 2019, quando o lucro da companhia atingiu R$ 132,1 milhões.

De acordo com a Equatorial, parte do lucro pode ser justificado com o aumento de 1,7% no consumo de energia elétrica em Alagoas no terceiro trimestre deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado. A classe de consumo que mais contribuiu para o aumento do período foi a residencial, apresentando aumento de 5,7%, representando quase 40% do consumo total.

No terceiro trimestre, a classe industrial de Alagoas apresentou aumento de 11% em relação a igual período do ano passado, mostrando retomada desse segmento no Estado, apesar da pandemia. Nesse segmento, segundo a Equatorial, o crescimento foi puxado pelo setor químico, que representa 34,6% do consumo da classe, e apresentou crescimento de 8,2% no consumo. Em seguida aparecem a indústria de cimento, que cresceu 115,6%.

Na outra ponta, a classe comercial registrou uma queda de 11,2% no consumo de energia no terceiro trimestre, na comparação com o mesmo período do ano passado. O recuo foi influenciado pela retração da economia em tempos de pandemia, quando toda a rede hoteleira se manteve fechada devido ao decreto do governo de Alagoas que limitou o funcionamento de vários setores econômicos.

Veja EQTL3 na Bolsa:

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais