O Conselho de Administração da Equatorial Energia (EQTL3) aprovou um programa de recompra de ações de até 50,11 milhões de papéis ordinários, informou a empresa em fato relevante publicado na sexta-feira.

Segundo a elétrica, o objetivo da operação é a manutenção em tesouraria e posterior alienação ou cancelamento sem redução de capital social, “visando maximizar a geração de valor para seus acionistas”.

Equatorial (EQTL3) reporta lucro líquido superior 3º tri; consumo de energia avança 4,3%

A decisão

A decisão de cancelamento ou alienação das ações adquiridas será tomada “oportunamente”, disse a Equatorial, que atualmente possui pouco mais de 1 bilhão de papéis em circulação.

A empresa estima, com base na média ponderada dos últimos dez pregões, que o valor destinado para a operação atinja 1,08 bilhão de reais.

“Os administradores entendem que a efetivação do programa de recompra não prejudicará o cumprimento das obrigações assumidas com credores nem o pagamento de dividendos obrigatórios”, afirmou a Equatorial, que vê uma situação financeira favorável e indicou que a recompra acontecerá com recursos excedentes.

“A companhia não estima impacto na composição do controle acionário ou na estrutura administrativa da companhia em razão da implementação do programa de recompra”, acrescentou a elétrica.

Prazo

O prazo para a aquisição dos papéis é de 18 meses a partir de 7 de dezembro deste ano.

XP Inc, BTG Pactual, Safra, Itaú Corretora e BB Corretora atuarão como os intermediários das negociações.

O Grupo Equatorial Energia é uma holding com forte atuação no setor elétrico, nos segmentos de geração, transmissão, distribuição, comercialização, além da área de telecomunicações e serviços.

Veja EQTL3 na Bolsa:

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: