A Enauta Participações (ENAT3) anunciou acordo com a Barra Energia para assumir 100% de participação no bloco BS-4, onde está localizado o campo de Atlanta, no qual as empresas eram sócias com 50% cada uma.

Em comunicado nesta segunda-feira, a Enauta acrescentou que “buscará novos parceiros para desenvolver o campo e iniciará a licitação para afretamento do FPSO” necessário às operações, o que qualificou como etapa fundamental para a aprovação do projeto junto à reguladora ANP.

“Atlanta possui 1,3 bilhão de barris de óleo in situ, dos quais apenas 1,25% foram produzidos até agora. Tomamos esta decisão por termos identificado que é possível desenvolver um projeto mais resiliente, capaz de gerar valor mesmo em um cenário de preços de petróleo mais baixos”, disse o presidente-executivo da Enauta, Décio Oddone, em comunicado.

Enauta (ENAT3) assume 100% do campo de Atlanta e diz que buscará novos parceiros

Cessão

A cessão de participação da Barra Energia para a companhia está sujeita à aprovação da agência e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), entre outros fatores.

A Enauta disse ainda que, após o aval da ANP, a Barra Energia transferirá a ela 43,9 milhões de dólares referentes às operações de abandono dos três poços e descomissionamento das facilidades existentes no campo.

3º tri

A Enauta (ex-Queiroz Galvão Exploração e Produção) reportou lucro líquido de R$ 39,4 milhões no terceiro trimestre, queda de 6% em relação ao R$ 41,9 milhões do mesmo período de 2019.

Os resultados da Enauta (BOV:ENAT3) referente a suas operações do terceiro trimestre de 2020, foram divulgados no dia 11/11/2020.

O Ebtida – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – foi de R$ 154,3 milhões, queda de 2,7% ante os R$ 158,6 milhões de igual período de 2019. A Enauta atribui o revés ao desafios desencadeados pela pandemia do coranavírus.

A empresa

A Enauta Participações S/A é uma empresa de exploração de petróleo, antiga QGEP Participações S/A. A petroleira possui R$ 2,53 bilhões de valor de mercado. Confira a Análise completa da empresa com informações exclusivas.

A receita líquida da companhia ficou em R$ 224,5 milhões no terceiro trimestre, 29% abaixo dos R$ 316,2 milhões do terceiro trimestre do ano passado. A empresa justificou a queda em função da menor produção dos campos de Atlanta e Manati, fato parcialmente compensado pelo resultado de R$ 13,1 milhões de exercícios de hedge no trimestre.

Além disso, o preço médio do barril do tipo Brent caiu 27,5% na comparação com o terceiro trimestre de 2019.

Veja ENAT3 na Bolsa:

  • Acesse o Telegram do 1Bilhão.
https://youtu.be/Cfv7PKgPb5k
Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: