O conselho de administração da Elektro Redes S.A. (EKTR3) aprovou o pagamento de Juros sobre Capital Próprio (JCP), com data base em 31 de dezembro de 2020, no valor de R$ 129.616 milhões.

O comunicado foi enviado ao mercado pela empresa na terça-feira. Os juros são correspondentes a R$ 0,6355373703 por ação ordinária e R$ 0,6990911073 por ação preferencial classe A.

Brasileiros perderam o medo das carteiras digitais, diz CEO da UPM2

O montante

De acordo com a empresa, o montante de Juros sobre Capital Próprio limitado a 25% do lucro líquido ajustado do exercício de 2020 a ser imputado ao dividendo mínimo obrigatório do referido exercício será pago aos acionistas até 31 de dezembro de 2021 e o saldo remanescente, referente ao montante excedente a 25% do payout, será pago aos acionistas em janeiro de 2022.

O pagamento será realizado sem atualização monetária, com base na posição acionária de 06 de janeiro de 2021. Será deduzido o Imposto de Renda nos termos da Lei 9.249 de 26 de dezembro de 1995, exceto para os acionistas que tenham comprovado junto ao Banco Itaú, a condição de dispensados da retenção do referido imposto. A partir de 07 de janeiro de 2021, inclusive, as ações serão negociadas “ex-juros” na B3 S.A. – Brasil, Bolsa, Balcão (“B3”).

3º tri

A Elektro, que pertence ao grupo Neoenergia, anunciou um lucro líquido de R$ 176 milhões no 3º trimestre de 2020, valor -2,22% inferior ao prejuízo líquido apurado no mesmo período do ano anterior (R$ 180,00 milhões). Na comparação com o 2º trimestre de 2020 (R$ 52,00 milhões), houve um crescimento de 238,46%.

A receita líquida da companhia aumentou 0,29% de um ano para o outro, passando de R$ 1,73 bilhão para R$ 1,74 bilhão. Em relação ao último trimestre (R$ 1,47 bilhão), a receita aumentou 18,70%.

Veja EKTR3 na Bolsa:

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: