Dia Livre de Impostos: Combustíveis são comercializados a menos de R$ 4

Inúmeros estabelecimentos pelo país vendem hoje (27) produtos sem a incidência de impostos aos consumidores

Hoje (27), foi organizado pela CNDL (Câmara Nacional dos Dirigentes Lojistas) o “Dia Livre de Impostos“. Por consequência, os preços da gasolina chegaram a R$ 4 em Brasília. Os descontos ofertados pelos estabelecimentos chegam a 70%.

Isso se dá pois diversos estabelecimentos do país estão se propondo a vender seus produtos, sem a incidência de impostos aos consumidores. Cerca de 1.200 cidades participam do movimento, aproximadamente.

Postos de gasolina

O movimento, que já aconteceu em outros anos, gerou uma enorme procura por postos de gasolina que aderiram à proposta. Em Brasília (DF), motoristas chegaram a passar a madrugada toda em filas para não perder o desconto. A redução de preços no litro do combustível por lá foi de R$ 5,879 para R$ 3,799.

Do mesmo modo, os postos em Santa Catarina, das redes Havan, em Barra Velha, Brusque, Palhoça e Araranguá venderam o litro da gasolina por R$ 3,399 de acordo com o empresário Luciano Hang.

Entretanto, a oferta tinha limite de 5.000 litros por estabelecimento, portanto cada motorista poderia abastecer apenas 15 litros com o preço promocional.

Dia sem imposto: Combustíveis são comercializados a menos de R$ 4

Objetivos da campanha

A campanha, criada em 2006, tenta conscientizar os consumidores e empresários sobre o alto custo dos impostos no Brasil.

Dessa forma, o coordenador nacional da CDL Jovem (Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem), Raphael Paganini, diz que a ação é uma forma de mostrar ao consumidor como a alta tributação afeta sua compra.

“O brasileiro trabalha cerca de 5 meses só para pagar impostos. Com essa enorme tributação, os produtos ficam mais caros, portanto a população compra menos. Isso influencia a diminuição dos números do varejo, que é obrigado a repassar os tributos no valor dos produtos, acarretando em menos vendas, investimentos e geração de empregos”, afirma Paganini.

Em resumo, a CDL-DF (Câmara de Dirigentes Lojistas do Distrito Federal) informou que essa é a 15ª edição do movimento. Eles afirmam que o Brasil é um dos 30 países que mais arrecada imposto, uma vez que é o último que mais devolve o dinheiro para sua população.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais