A Secretaria de Política Econômica do ministério da Economia avaliou nesta quinta-feira (10) que os dados de atividade de junho e julho mostram rápida recuperação, com desempenho de indústria e comércio confirmando retomada em V.

Segundo a Reuters, a leitura veio após o IBGE divulgar mais cedo que as vendas no varejo tiveram em julho alta de 5,2% na comparação com o mês anterior, bem acima da alta de 1,2% estimado pelo mercado.

Agosto teve recorde de abertura de empresas dos últimos 10 anos no Rio

Retomada: bons resultados

Em nota, um SPE destacou que os bons resultados vistos recentemente podem ser explicados pelas políticas do governo federal de proteção ao emprego formal e concessão do auxílio emergencial em meio à pandemia de coronavírus.

Por outro lado, uma secretaria reconheceu que a performance do setor de serviços não tem sido comparável à indústria e comércio.

“A recuperação desde o vale, em maio, foi de 5,0%, ou seja, para retomar o nível anterior à pandemia, a PMS (Pesquisa Mensal de Serviços) ainda terá que crescer 17,0%”, disse.

Agenda de reformas

A SPE também reforçou que, independentemente dos dados positivos, é necessário retomar uma agenda de reformas e consolidação fiscal, “de modo que a recuperação pujante da economia seja firmada”.

Nesse sentido, a secretaria citou como importantes as medidas ainda em tramitação no Congresso para modernização da lei de falências, para o setor de gás e para estímulo ao transporte por cabotagem.

https://www.youtube.com/watch?v=zqYEv1DtFZ0
Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: