Cury (CURY3) reporta lucro líquido de R$68 mi no 4º tri, alta de 35%

A Cury (CURY3) reportou lucro líquido de R$ 68 milhões no quarto trimestre de 2020, alta de 34,9% ante igual período do ano anterior, conforme relatório encaminhado ao mercado.

De acordo com o documento, a receita cresceu 14,5%, para 345,3 milhões impactada pelo forte desempenho das vendas de lançamentos e estoques realizados no trimestre.

No acumulado do ano, a receita somou R$ 1.144,7 bilhão, evolução de 12,3% ante 2019.

O Ebitda, que mede o resultado operacional, ficou em R$ 84 milhões, alta de 4,2%, enquanto a margem Ebitda caiu 2,4 pontos percentuais, indo a 24,3%.

No quarto trimestre, foram lançados seis empreendimentos totalizando um valor geral de venda (VGV) de R$ 674,7 milhões, sendo cinco localizados em São Paulo e um localizado no Rio de Janeiro.

No acumulado do ano foram lançados 17 empreendimentos, que representaram um VGV de R$ 1.540,8 bilhão, um recorde histórico para a Cury.

A velocidade de vendas medida pelo indicador de Vendas Sobre Oferta (VSO) caiu 3,1 pontos percentuais na comparação com quarto trimestre de 2019, para 38%, “fruto do forte crescimento de lançamentos no último trimestre de 2020”.

Cury (CURY3) reporta lucro líquido de R$68 mi no 4º tri, alta de 35%

Cury

A Cury vai expandir sua atuação fora do programa habitacional Casa Verde e Amarela. Ainda não há data prevista, mas a incorporadora decidiu que passará a ter também lançamentos exclusivos na faixa imediatamente acima, financiada com recursos da poupança.

O preço por unidade será de R$ 270 mil a R$ 400 mil. Atualmente, a Cury lança empreendimentos do Casa Verde e Amarela e projetos que combinam unidades enquadradas no programa com apartamentos de valor superior.

As margens superiores e a diversificação da produção foram as motivações para que a Cury decidisse desenvolver também empreendimentos com todas as unidades na faixa logo acima do programa, segundo o presidente da companhia, Fabio Cury.

Em 2020, 10% das vendas financiadas da incorporadora não foram incluídos no programa, e a meta é chegar ao patamar de 15% a 20%.

A Cury atua nas regiões metropolitanas de São Paulo, Campinas e do Rio de Janeiro. A intenção é dar início aos lançamentos fora do Casa Verde e Amarela pelas cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro. A incorporadora tem parte dos terrenos para a nova aposta e vai buscar mais áreas.

Veja CURY3 na Bolsa:

  • Só clique aqui se já for investidor

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais