A CSN (CSNA3) afirmou nesta quinta-feira (5) que segue comprometida com a realização da oferta pública inicial de ações da CSN Mineração “em seu cronograma original”, em comentário que classifica de “infundada” reportagem do Valor Econômico que afirma que a companhia pode adiar a operação.

A CSN “reitera a seus acionistas e ao mercado…que segue comprometida com a oferta pública de distribuição de ações da CSN Mineração…em seu cronograma original, observando unicamente as condições de mercado adequadas para sua realização”, afirmou a empresa em comunicado ao mercado.

CSN (CSNA3) reverte prejuízo com lucro bilionário no 3º tri

Jornal

O Valor Econômico publicou, citando fontes, que a CSN poderia adiar os planos do IPO da unidade de mineração diante de incertezas políticas e econômicas que podem influenciar o preço dos papéis a serem emitidos pela empresa.

A CSN Mineração é a segunda maior produtora de minério de ferro do Brasil, atrás da Vale.

As ações da CSN mostravam queda de 3% às 16h, enquanto o Ibovespa tinha alta de 2,7%.

Ibovespa ontem

O Ibovespa ontem encerrou o pregão em alta de 2,95%, aos 100.751,40 pontos e com giro financeiro de R$ 28,8 bilhões. O principal índice da B3 subiu, nesta quinta-feira (5), impulsionado com a perspectiva da vitória de Joe Biden nas eleições americanas, que deve trazer uma nova rodada de estímulos fiscais à economia do país.

Esta foi a terceira sessão seguida de alta do IBOV, que recuperou o patamar dos 100 mil pontos. As bolsas americanas também tiveram forte desempenho no dia, com Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq subindo 1,95%, 1,95% e 2,59%, respectivamente.

Apesar do desempenho positivo do índice, com destaque para as aéreas, nem todos os papéis subiram. As três ações que registraram as maiores quedas do Ibovespa foram CSN (CSNA3), Cogna (COGN3) e Suzano (SUZB3).

Veja CSNA3 na Bolsa:

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: