Criptomoeda inspirada na série Round 6 torna-se a maior cilada do ano; entenda

Com o sucesso da série, muitos investidores foram atraídos e acabaram saindo no prejuízo

Em um mercado que se encontra nos seus primeiros passos, assim como o das criptomoedas, nem todos os ativos valem a pena. A Squid, criptomoeda inspirada no fenômeno da Netflix Round 6, por exemplo, colapsou recentemente em razão do chamado de ‘puxar o tapete’.

Isso acontece quando os desenvolvedores do ativo logo vendem suas cotas, trocando por capital e criando problemas de liquidez. Sendo assim, outros compradores não conseguem realizar a venda. Portanto, após registrar uma alta expressiva de 310% no dia 31 de outubro, a moeda virtual perdeu todo o seu valor.

Saiba mais sobre essa grande “cilada” que muito investidores acabaram caindo: 

Como surgiu a criptomoeda?

Desenvolvida no dia 26 de outubro, época em que a série começava a fazer sucesso, a moeda virtual Squid se viu sendo negociada a 1,2 centavos de dólar. Três dias depois, o ativo chegou a valer US$ 3,05 e, após seis dias, estava avaliado a US$ 2.861, registrando um salto de valorização superior a 20.000%.

Uma investidora, Luke Hartford, contou ao jornal Wired que comprou US$ 300 da cripto quando ela estava sendo negociada a US$ 0,90. Em seguida, seus US$ 300 se converteram para US$ 200.000. No pico do ativo, ela viu seus lucros chegarem quase na casa do US$ 1 milhão.

Em contrapartida, a alegria dos investidores da Squid não durou muito. Nesta segunda-feira (8), a moeda digital está sendo negociada a US$ 0.

Portanto, os investidores que foram atraídos pela nova criptomoeda sem se importar com os fundamentos e segurança viram seu dinheiro se multiplicar muitas vezes até valer US$ 0.

Criptomoeda inspirada na série Round 6 torna-se a maior cilada do ano; entenda
Ilustração ativo digital inspirado em Round 6

Squid valendo US$ 0

Em resumo, quem criou a Squid sacou todos os seus valores quando o ativo chegou ao seu ponto mais alto nas negociações. Isso significa que os criadores roubaram em torno de US$ 2,1 milhões dos investidores do ativo.

Este golpe é chamado popularmente no mercado de “puxada de tapete”. Ou seja,  quando os desenvolvedores sacam suas cotas em troca de dinheiro em espécie. Logo, rapidamente o ativo perde todo o seu valor.

Por outro lado, no período em que a moeda digital foi desenvolvida, especialistas do mercado de criptomoedas alertaram os investidores de um possível golpe. Em razão, principalmente, de que após a compra do ativo, os investidores não conseguiam efetuar a venda dos mesmos.

Além disso, no documento em que as informações do ativo são descritas, haviam erros ortográficos e gramaticais. Assim como, os perfis utilizados para a divulgação da Squid nas redes sociais desapareceram. 

Sendo assim, ao investir no mercado de criptomoedas e ativos digitais, vale ter bastante cautela para não acontecer o mesmo que com os investidores da Squid.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais