Com aumento da conta de luz, vale a pena investir em energia solar? Veja quanto custa

De  acordo com especialistas, gerar energia solar a domicílio pode valer muito a pena 

A tarifa cobrada pela conta de energia não para de subir. Devido a crise hídrica enfrentada no Brasil, bandeiras vermelhas de diversos níveis já foram implementadas.

Dessa forma, sem muita alternativa, os brasileiros tiveram que inventar diversas maneiras para economizar energia e salvar algum dinheiro no final do mês. Além disso, há riscos de racionamento e apagões caso a situação hídrica não melhore.

Entretanto, o mesmo causador da crise, também é aquele que pode resolvê-la, Como assim? A resposta está no clima. A geração de energia solar, por exemplo, é um ótimo investimento para o futuro.

Portanto, veja como funciona a energia solar e como investir nesse tipo de geração:

Energia solar a domicílio não é novidade

Em diversas cidades do país, essa prática já existe e é incentivada pela gestão política local. Os painéis solares são instalados nos conjuntos habitacionais e servem para atividades domésticas do cotidiano. A princípio, coisas como esquentar a água do chuveiro na hora do banho, um dos grandes vilões do consumo, utilizam esse sistema.

Dessa forma, de acordo com a Agência Internacional de Energia Renovável, a capacidade instalada de fontes de energia renovável, especialmente a energia solar, aumentou em 240% nos últimos cinco anos.

“Tivemos um salto bastante importante nesse setor nos últimos anos, e acredito que o crescimento vai continuar. As pessoas começaram a entender que produzir energia em casa pode ser caro em um primeiro momento, mas valioso a longo prazo”, afirma Francis Polo, engenheiro elétrico e CEO da Polo Engenharia.

Custo inicial é o principal obstáculo

Está mais do que comprovado que investir em energias renováveis, assim como em tecnologias para promover a sustentabilidade, é sinônimo de futuro. Isso porque, cada vez mais, as grandes potências mundiais estão preocupadas em reduzir a poluição e as emissões de carbono.

Entretanto, por ser algo relativamente caro, investir em energia solar e nos custos de instalação é o principal obstáculo. Portanto, este pode ser considerado o único ponto negativo desse tipo de investimento. 

Dessa forma, dependendo da capacidade de energia, um painel para captação solar pode custar até R$ 1 mil. Por outro lado, vale lembrar que apenas um painel não adianta muito. Além disso, é preciso de uma série de equipamentos e fiações específicas para o uso da energia captada. 

Em suma, um projeto para uma residência pode custar em média R$ 20 mil para a instalação. Todavia, o valor pode variar de acordo com o tamanho da casa e o consumo de energia da família. Mesmo assim, essa quantia se auto paga em cinco anos, de acordo com especialistas.

Com o aumento da conta de luz, vale a pena investir em energia solar? Veja como funciona
Painéis energia solar

Depois da instalação, como fica a conta de luz?

Vale lembrar que, mesmo com geração de energia solar, uma residência continua pagando pelo menos o mínimo da conta de luz. Entretanto, as concessionárias estimam que a redução no pagamento de quem gera energia em casa possa chegar a 95%.

Esse assunto ainda é novo no mercado. Entretanto, já há um projeto de lei dentro da Câmara dos Deputados que visa a regulamentação desse tipo de tarifa. Além disso, o projeto obriga todos que produzem energia a pagar pelo uso da rede.

Dias nublados e chuvosos

Em dias nublados e chuvosos, os painéis ainda conseguem captar a energia. Porém, em uma escala menor. A única exceção é à noite, quando não há nenhum tipo de luz solar.

Segundo o especialista em energia solar Newton Koeke, nesses casos, a casa usa energia da rede convencional. Isso porque não é possível armazenar energia solar.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais