Mesmo com a queda da Bolsa de Valores, está na hora de comprar ações?

Setembro foi marcado como o pior mês para o Ibovespa, entretanto, alguns especialistas afirmam que esse cenário pode ter um lado bom

A queda brusca da Bolsa de Valores (B3) em setembro assustou alguns investidores. Mesmo sabendo que não faltavam motivos para cair, o que não faltou no mercado de ações foram questionamentos sobre como se proteger das baixas.

Sendo assim, o mês de outubro começou com promessas de recuperação. Atualmente, a Bolsa brasileira vem apresentando altas singelas, que podem fazer com que o investidor não perca a esperança mesmo permanecendo sensível a más notícias.

No entanto, alguns analistas afirmam que não está na hora de deixar o barco e que essa baixa pode conter oportunidades e lados positivos para o mercado.

Portanto, confira se está na hora de investir e comprar mais ações:

Retrospectiva

Vale lembrar que o mês de setembro já começou em um clima tenso. Logo no início, nos dias 7 e 12, o país presenciou manifestações a favor e contra o governo Bolsonaro. Entre os episódios, declarações polêmicas do presidente da república causaram uma tensão entre os poderes democráticos.

Além disso, a greve dos caminhoneiros, junto com o aumento dos combustíveis, contas de energia, gás e alimentos pressionaram a inflação, que chegou a 10,25% no acumulado de 12 meses. Por consequência, a taxa Selic teve sua quinta alta consecutiva, chegando a 6,25%, um aumento histórico.

Por outro lado, já do meio para o final do mês, o país viu as ações da sua maior mineradora, a Vale (VALE3), perecer mediante a baixa assustadora das commodities e a ameaça da economia chinesa, uma vez que o região asiática passa por uma crise de energia.

Com a queda da Bolsa de Valores, está na hora de investir em ações?
Ilustração queda da Bolsa de Valores

O que considerar na hora de investir?

A princípio, a primeira consideração a ser feita é o preço mais barato dos ativos. Alguns dos maiores investidores de Wall Street afirmam que as quedas sempre são boas oportunidades de compra.

“Apesar da incerteza de curto prazo, esperamos que o mercado acionário continue a subir à medida que investidores ganhem confiança de que o ritmo atual da inflação é transitório”, disseram estrategistas do Goldman Sachs em relatório a clientes.

Em suma, boas estratégias são montadas com a mesma base: o que fazer em cenários de perdas e baixas? Isso porque, não se abandona o barco nas primeiras ondas. Portanto, é necessário analisar a possibilidade de retorno e ter ações para longos e curtos prazos.

Está na hora de comprar mais ações?

“Finalmente vimos certa fraqueza após 330 dias sem baixas acima de 5%, mas não esperamos que dure, e aconselhamos a comprar na queda”, afirmaram estrategistas do JPMorgan.

Sendo assim, tanto o JPMorgan quanto o Goldman seguem otimistas em relação à recuperação do mercado acionário mundial e que este é o momento de comprar ações baratas.

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia mais