“Existem CDBs que são melhores do que outros. Um grande banco sempre pagará menos do que um banco desconhecido, pelo simples fato de que este transmite mais segurança”

Muita gente tem trauma de ouvir a sigla CDB (Certificado de Depósito Bancário) e isso tem uma explicação muito lógica. Sempre foi comum os gerentes dos bancos tentarem empurrar este produto por uma taxa que as vezes chega até mesmo a perder para a poupança, em razão do desconto do Imposto de Renda. O motivo é muito simples. O CDB nada mais é do que emprestar dinheiro para uma instituição financeira e esta remunerar o investidor com uma taxa de juros. A grande diferença está justamente nestas taxas de empréstimos, o chamado spread. “Na prática é a mesma coisa que o João pegar um dinheiro emprestado com o José que pagará 0,6% ao mês para ele como forma de recompensá-lo, porém, ele usará este dinheiro para emprestar para o Manoel que está desesperado para pagar uma dívida e aceitará pagar 4% ao mês. É um negócio da China”, explica Fabrizio Gueratto, Financista do Canal 1Bilhão Educação Financeira.

RENTABILIDADE CDB DE UM GRANDE BANCO:

Entretanto, existem CDBs que são melhores do que os outros. Um grande banco sempre pagará menos do que um banco desconhecido, por exemplo, pelo simples fato de que este tem mais solidez e transmite mais segurança, além de já ter os clientes dentro da instituição. Porém, até o investimento de R$ 250 mil tanto faz a instituição financeira que o investidor aplicará em um CDB, pois o FGC (Fundo Garantidor de Crédito) funciona como um seguro e irá ressarcir os clientes caso aconteça a falência ou o Banco Central determine o fechamento daquela instituição. Como um CDB é um contrato de empréstimo, ele tem uma data de vencimento e nesta data o Banco precisará pagar o combinado para seus investidores. Mas existem os CDBs com liquidez diária, ou seja, é possível resgatar na hora que quiser e neste caso o investimento pode ser usado como uma reserva de emergência, que é aquele dinheiro que fica disponível caso aconteça algum imprevisto e que não deve estar na poupança, que rende muito pouco.

MELHOR CDB 2019 – COM LIQUIDEZ DIÁRIA:

O Canal 1Bilhão Educação Financeira fez um levantamento exclusivo sobre os melhores CDBs com liquidez diária para o investidor que prefere deixar o seu dinheiro neste tipo de ativo ao invés do tesouro direto, por exemplo. Apenas como exemplo, o Banco Itaú oferece um CDB que paga 85% da taxa CDI. Isso significa que, se uma pessoa que investiu R$ 10 mil resgatar este dinheiro em até 1 ano ela terá a rentabilidade menor do que da poupança. Se ele deixar 8 meses o dinheiro neste CDB ele terá um rendimento de R$ 217,28, contra R$ 224,98 da poupança. “É simplesmente um absurdo. Um péssimo investimento e muita gente aplica, pois não sabe que tem o desconto do Imposto de Renda, olha apenas a rentabilidade bruta”, ressalta Gueratto. Porém, o levantamento mostra que existem pelo menos 4 bancos que pagam em seus CDBs com liquidez diária 102% do CDI. É o caso do Banco BS2 (Aplicação mínima R$ 1 mil), RCI (Aplicação mínima R$ 500,00) e PAN (Aplicação mínima R$ 100,00). Uma pessoa que deixou R$ 10 mil nestas instituições e precisou resgatar entre 6 meses e 1 ano terá a rentabilidade líquida de R$ 250,93. Se resgatar entre 1 e 2 anos este valor salta R$ 541,10 e depois de 2 anos, com a menor alíquota de Imposto de Renda, que é de 15%, o montante a mais será de R$ 1.146,72, enquanto que, na poupança, terá rendido R$ 930,75.

25% MAIS RENDIMENTO QUE A POUPANÇA EM 2019:

Mas o melhor CDB com liquidez diária disponível no mercado é o do Banco Pine, que paga 103,5% do CDI. Um investimento de R$ 10 mil, em 6 meses, 1 ano e após 2 anos, renderiam R$ 254,68, R$ 549,32 e R$ 1.164,69, respectivamente. “Quem se sente mais seguro com a garantia do FGC (Fundo Garantidor de Crédito) precisa considerar este investimento como uma alternativa para a reserva de emergência”, finaliza Fabrizio Gueratto, Financista do Canal 1Bilhão Educação Financeira.

Compartilhe

Categorias do artigo

  • Relacionados: